12 de jun de 2019

O namoro em tempos modernos




     Ouvimos muito “No meu tempo o amor era diferente”, penso que não é o amor, mas a forma de conquistar este amor.
    Mês de junho, dia 12 é quando no Brasil, comemoramos o “Dia dos Namorados”, e, nesta data é comum a presença do romantismo através de flores, jantares, presentes, viagens, nos Estados Unidos e na Europa, o Dia dos Namorados é celebrado em 14 de fevereiro, data também conhecida como Dia de São Valentim (Valentine’s Day).
   No passado, o romantismo estava à frente do prazer, que era vivido em sua totalidade, o que trazia rubor na face, mãos suadas, gaguejo, às vezes, muitos até faziam o papel de bobos, por tanto constrangimento, que precisavam enfrentar diante da família toda. E tudo era bonito, mesmo que tudo fosse estabelecido pelos pais, o namorado precisava expressar seus sentimentos baseado em delicadezas e romantismo, que no namoro atual ficou mais difícil de encontrarmos. E, ainda havia a severa vigilância, por isso, o namoro não demorava muito para chegar ao casamento.
   Atualmente, há mais liberdade no namoro e grande parte do romantismo se perdeu, pois o foco está no prazer, porém não podemos ser radicais, pois ainda existem casais que vivem com uma grande dose de romantismo.
  Podemos lembrar como era o flerte, a troca de olhares, os bilhetinhos, hoje tudo virou xaveco, (gíria) conversa de quem quer conquistar alguém. O namoro no portão de casa, sob os olhares dos pais, as cartas de amor,  (eram estipulados os dias de visita do namorado), as quais supriam a saudade, e tudo isso, foi para as telinhas dos computadores.
  Se voltarmos um pouco mais no tempo, vamos relembrar dos casamentos arranjados pelos pais dos noivos ou namorados, os quais perderam a força quando os jovens começaram a frequentar bailes, casa de amigos, grandes cafés, mas no namoro ainda faltava a privacidade, aí entravam as belas e lindas cartas de amor, que me fez lembrar o filme, “Cartas Para Julieta”, de 2010, assinado pelo cineasta americano Gary Winick que acertou em cheio na comédia romântica.
  Muitas cartas de amor de antigamente, dariam hoje, um excelente filme.
E, também havia os namorados mais ousados, que enfrentavam a noite para com seu violão fazer uma serenata para a amada.
    Em tempos mais distantes, havia códigos entre os jovens, devia ser interessante conhecer os sinais e ficar observando, pois a maioria flertava através de pequenos sinais, mas com imenso significado.  Os sinais entre os homens eram feitos através do cigarro ou mais chique, o charuto, até um passar de dedo na ponta do nariz comunicava, um lenço que era lançado ao chão, um gesto de limpar o suor do rosto, e outros códigos, que davam oportunidades aos casais de se encontrarem às escondidas.  As mulheres se utilizavam de vários tipos de flores, cada uma com um tipo de mensagem: algumas queriam dizer: “Começo a te amar” e “Declaro-me a ti!”, porém só aos homens era dada a permissão da iniciativa. Caso a gravidez acontecesse, a mulher era expulsa da família, ou se a família tinha posses ela viajava, passava um longo período fora, e quando voltava sem o bebê, tudo ficava bem.
    Sempre havia uma pessoa da família, (prima, tia, irmã) que ajudava o casal a marcar encontro, entregar cartas e, quando o namoro dava certo, o rapaz devia ir pedir o consentimento dos pais dela, e daí em diante podiam sair, mas sempre acompanhados, e com horário marcado para a volta. Hoje, no lugar de cartas de amor, os jovens mandam mensagens pelo celular, pedir o número do telefone da menina passou a ser:
-Pode me dar seu WhatsApp, você tem MSN?
Precisamos aprender muito sobre o amor.
Palavras sábias de Clarice Lispector,
“Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente.”
 Que o “DIA dos Namorados”, seja repleto de romantismo a todos os casais, e que a idade não seja empecilho para  dar e receber flores, jantar e até bombons!

19 comentários:

  1. Eram tempos bem legais mesmo... Tudo acontecia, mas ainda havia os rostos corados ao voltar pra casa e encara os pais,rs...

    Gostei muito de te ler! Hoje pularam etapas e já se conhecem pela última daquela de outrora... Mas...Assim é a vida que vai em ciclos. Quem sabe tudo não voltará um dia? beijos, feliz dia por aí! chica

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito.. Antigamente era bem diferente:))

    Do nosso amigo Gil António:-Lágrimas de amor

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom. Aqui foi em 14 de Fevereiro! :)

    Beijo e um dia Feliz.

    ResponderExcluir
  4. Amiga Marli,antigamente era tudo bem diferente,namorávamos com inocência e pureza,hoje em dia não existe mais isso,há muita liberdade e por isso vemos uniões que duram pouco infelizmente.
    Adorei o texto.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Os tempos continuam a mudar muito, outros tempos os de hoje comparados com os de um passado não muito longínquo.
    Abraço

    😉
    Olhar D'Ouro - bLoG
    Olhar D'Ouro - fAcEbOOk
    Olhar D'Ouro – yOutUbE * Visitem & subcrevam

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga Marli, que belo texto, bem assim, antigamente não se sabia se era o melhor tempo, tanto que daqui a uns cinquenta anos esse em que vivemos será tão ultrapassado né mesmo?
    Acho que o amor é sempre o mesmo em todas as épocas, sendo amor sempre se acha uma forma muito boa de o expressar.
    Quanto a paixão, essa que é a que faz sofrer, ainda é também a mesma, paixão=sofrimento.
    Romantismo= ilusão e é tão gostoso sentir todas as formas de um envolvimento e isso em todas os tempos!
    Gostei de ler aqui, como sempre, escreves muito bem!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  7. A forma do namoro varia com os tempos. Por isso, ele vai evoluir, mas não sei para onde...
    Um texto interessante, gostei imenso.
    Marli, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Ah, era tudo diferente, sim! Tudo levado a sério, não como hoje, quase sem romantismo, larga um pega-se o outro rapidinho. Comparei meu namoro e noivado com dos meus filhos... Não dá para comparar, querida Marli!rsss E não faz tanto tempo, é que o mundo mudou muito rápido com a era da informática, nela que começou o processo. Não sei daqui a 10 ou 20 anos como estará a coisa...Vou esperar pra ver. Não sei se vou chamar de evolução!!!
    Beijinho, amiga! Gostei muito do texto.

    ResponderExcluir
  9. Oi Marli
    Concordo que era muito diferente e porque não dizer mais romântico. O mistério, a vigília fazia de cada encontro um acontecimento mágico de prazer. Hoje tudo mais evoluído os jovens também amam diferente mas prezam a liberdade do ficar e dizem que estão amando rsrs. Vamos ver onde toda essa liberdade os vai levar
    Beijinhos e um lindo final de semana

    ResponderExcluir
  10. "Mudam-se os tempos, muda-se a vontade… Todo o mundo é composto de mudança… Assim é. Claro que hoje é tudo diferente. Mas não sei dizer se era melhor do que hoje… Gostei da reflexão.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. O romantismo é bonito, mas realmente não sei se, mesmo assim, ontem era melhor do que hoje... Pelo menos as jovens já não são tão censuradas quando, por descuido, engravidam.
    Uma boa semana.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Bom dia, momentos românticos vividos e uma maneira diferente do momento atual, julgo que no antes se fazia as mesmas coisas do hoje. os pais controlavam, mas havia sempre um momento de liberdade, com todo o respeito pelo antes, prefiro o hoje, vive-se o romantismo em liberdade. muitos jovens principalmente as femininas, sofreram o desprezo e a critica negativa que lhe prejudicou o futuro, nada existe de melhor do que viver em liberdade.
    AG

    ResponderExcluir
  13. Marli Creio que hoje o verdadeiro amor começa com o casamento (de papel passado, como se diz nas telenovelas da Globo), porque o começo do namoro tornou-se insípido. Tanto no antes, como no depois, houve e há exageros. No hoje dá em bastantes divórcios, porque os noivos tendem a ser ilustres desconhecidos que se casam.
    O dia dos namorados, no Brasil é dia 12 de Junho, véspera de Santo António de Lisboa. Aqui, não obstante o Casamento Colectivo das (chamadas) Noivas se Santo António, festa lindíssima, e o Santo Casamenteiro, ter nascido em Lisboa - Portugal. O Pais no seu alinhamento pela Europa, quanto a mim erradamente, também alinha em ter o seu Dia dos Namorados, no dia de S. Valentim.
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Passei para ver as novidades.
    Marli, aproveito para lhe desejar a continuação de uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Portugal is the Biggest Racist country that i have ever lived in. I feared for my life there and i consider myself lucky that my family got out alive! I have never lived in such poverty (Sopas dos Pobres everyday) 40% unemployment rate and 60% of the population earn less than $932 USD per month, and that's considered Middle Class here! Within the European Union it is the worst of the worst place to live.

    The bottom line is the bulk of the People in our poor country exist in a brainless comma that is fed by Ignorance, anti-Spanish hate, and severe Racism of pretty much everybody that isn't Portuguese! And, Portugal started the Global Slave Trade in 1441 so it is definitely NOT a safe place for Blacks!!

    I found important websites that explain the Severe multi-generational Racism and Hate that exist in Portugal today, and i highly encourage all to read them and spread the word in order to avoid innocent, and desperate people from living or visiting there. Get educated on the Truths about Racist Portugal now.



    1) https://www.theroot.com/a-white-journalist-discovers-the-lie-of-portugal-s-colo-1790854283

    2) https://saynotoracistportugal.neocities.org/

    3) http://www.discoveringbristol.org.uk/slavery/routes/places-involved/europe/portugal/

    4)SOPAS DOS POBRES EVERYDAY IN PORTUGAL BECAUSE OF NON EXISTENT ECONOMY:

    https://www.noticiasaominuto.com/pais/764453/sopa-dos-pobres-foi-criada-ha-anos-mas-ainda-existe-problemas-persistem

    5) http://www.ipsnews.net/2011/10/portugal-crisis-pushes-women-into-prostitution/

    6) https://www.theatlantic.com/business/archive/2013/06/the-mystery-of-why-portugal-is-so-doomed/276371/


    Be SAFE friends. Hugs.

    ResponderExcluir
  16. Muitas pessoas do tudo nosso povo disse isto...
    Em purugal agora..sempre, sempre muitos, muitos problemas em putogalo-landia...sempre!

    Agora em putugalolandia muitas pessoas vivem no pasado com cabesa no cu....em um mundo dos Fantasias e nao em nossa realidade de Sopas dos pobres, z-e-r-o trabalhos, economia lixa etc., etc. Que vai faser?

    E muitas pessoas tem vivendo no pasado tambem e por isso borar tudos comentarios que fala dos verdades!

    *Muitas pessoas vivem no mundo dos Fantasias agora em portugalo landia...muitas!!*

    putugal agora atolado na merda! Que vai fasser pa no "fix"?


    Nome: Pedro Lopes.Problemas? Nao Problemas amigos! Visitem meu pagina web no youtube e reportar os problemas a youtube ja que google, youtube e Blogger seu na mesma empresaria.
    Meu Pagina: https://www.youtube.com/channel/UCbdqhyJx-1yPliHs7_apF2g

    Beijos e boa sorte amigos :) E lembrate Sempre...que vai fasser tu? E Olivenza bella cidade Espanhola por Graca de Deus!! E lembrtae do Wiryamu Mozambique covardes portoputas?? do Wiryamu Mozambique covardes?? Nimguma pessoa fallar do isso?? putugal o pior colonizador no mundo!


    *****
    adicione meu Blog ao seu blog amigos!!!!!*****

    ResponderExcluir
  17. Bom dia, continuação de feliz semana e fim de semana.
    AG

    ResponderExcluir
  18. Um texto maravilhoso, que faz uma comparação, repleta de detalhe e sensibilidade, entre o romantismo de outrora... e a falta de romance de agora... onde de facto, se parte directamente para a conquista, por um qualquer meio de comunicação... e onde facilmente através dos mesmos meios, também hoje em dia se acaba uma relação... sem muito envolvimento... porque tal implica tempo... matéria prima escassa hoje em dia... Enfim, tempos modernos... mais propensos a efémeras aproximações... mas não a verdadeiros encontros de almas, como antigamente...
    Deixo um beijinho, e os meus votos de um feliz domingo, e a continuação de um óptimo e inspirador mês de Julho!
    Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir

Recordações que nos fazem chorar

     Na tarde de ontem uma senhora, a qual já é minha freguesa de roupas, que doo a ela e aos filhos, veio saber se eu tinha mais al...