5 de out. de 2019

Ditados populares


Imagem tirada do Google.


   Existem muitas expressões ou ditados populares, que às vezes não são entendidos, principalmente pelas crianças.
Os ditados populares fazem parte do povo. Todos têm um significado do qual podemos tirar uma moral que nos serve como conselho, pois nos transmitem sabedoria e ensinamentos. 
   Podemos dizer que muitos ditados populares nos remetem à poesia, muitos deles foram usados ou criados há muito tempo, enquanto outros por brincadeiras e para fazer graça, e hoje são usados para transmitir algo que queremos dizer em poucas palavras. Os ditados populares são didáticos, e, é extremamente interessante ensinar às crianças o significado deles, ou de alguns mais usados no dia a dia, pois com eles, a criança aprenderá sobre temas diversos e também, o emprego das metáforas e da linguagem figurada.
 Existem alguns mais usados como:
    Acabou em pizza, empregada quando algo errado é julgado sem que ninguém seja punido.
  Voto de Minerva, também conhecida como “voto de desempate” ou “voto de qualidade”.
 Ficar a ver navios é uma expressão popular que significa ser enganado.
   Dar de mão beijada - A expressão “dar de mão beijada”, usada para se referir ao ato de dar algo de forma espontânea e gratuita.
   Engolir sapos- credita-se que a expressão tenha se originado a partir dos relatos bíblicos das pragas que atingiram o Egito no tempo de Moisés.
   Tirar o cavalo da chuva – Pode ir tirando seu cavalinho da chuva porque não vou deixar você sair hoje!
  Há muitas destas expressões, mas vou me ater em uma especificamente por ter presenciado o fato, além de interessante passou a ser cômico. Criança sempre nos dá muitas razões para rir.
Domingo, à tarde fui visitar um parente que estava acamado, fazia dias que estava em um tratamento intensivo.
Estávamos reunidos com outros membros da família, a conversa sempre muito boa, apesar do doente.
Havia primos, que não via há tempo, que trouxeram seus filhos pequenos.
   Minha prima, tem uma filhinha de 5 anos, uma graça, além de inteligente é muito peralta, pois estava sempre aprontando alguma, por isso os pais não podiam se descuidar dela, e estava sempre sob os olhares de algum adulto.
A roda da conversa aumentava, todos queriam saber das novidades e notícias de algum parente ausente.
Após um delicioso café, todos voltamos para continuarmos o gostoso bate-papo.
Um pouco mais tarde, chegou uma tia, que viera para passar uns dias junto à família para ajudar nos cuidados com o doente.
Mesmo antes de vê-lo, foi logo perguntando:
-Como ele está hoje?
E aí, alguém começou a falar, mas como estava com a voz um pouco alta foi alertada.
-  Fale baixo, pois aqui as paredes têm ouvidos.
A conversa continuou por um bom tempo.
   De repente, minha prima sentiu falta da sua filhinha, onde foi parar a menina? Todos começaram a procurar por ela, a casa era grande, muitos cômodos.
Todos chamando por ela, e nada de respostas.
Repentinamente, alguém gritou:
- Ela está aqui, no quarto dos fundos. Corremos todos.
Minha prima enlouquecida falou:
Minha filha, o que está fazendo aqui, longe de nós, já avisei a você que não a quero longe de minhas vistas.
A pequena bem depressa e muito contrariada falou:
- Estou procurando os ouvidos nas paredes, já procurei em quase todas elas, e até agora não vi nenhum ouvido.
Não entendemos nada. Então minha prima ajoelhou-se na frente da filha e falou:
-Explique para a mamãe, por que você está procurando ouvido nas paredes?

Então, ele meio chorosa disse:
-A vovó falou para a titia que falasse baixo porque aqui, as paredes têm ouvidos, eu só queria vê-los.
    Sem muito pensar todos puseram-se a rir.
A expressão: “As paredes têm ouvidos”, foi levada literalmente, ao pé da letra pela pequena, que não sabia nada sobre ditados populares.

17 comentários:

  1. Que leitura boa aqui proporcionada. Ditados populares são legais, uns engraçados e outros completamente inusitados,né? beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde!
    O meu aplauso a tão belo texto!!

    -
    Eterna saudade... eterna verdade ... .[Poetizando e Encantando]
    Beijo e um excelente fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. I vecchi detti popolari sono sempre veri.
    Buon fine settimana.

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga Marli, que texto gostoso de se ler!
    Pois é, as crianças entendem tudo ao "pé da letra", rsrs, olhe que seu dissesse isso para uma, iria logo procurar o tal "pé", quem sabe em algum livro!
    Vou aproveitar e deixar aqui algo engraçado, minha netinha nessa mesmo idade, hoje uma adolescente, mas nunca esqueci!
    Eu estava dobrando a roupa recolhida do varal, em meu quarto, um sobrado, ai a percebi subindo as escadas, como era muito travessa, eu comentei sorrindo, "la vem a capetinha"ai ela chega na porta do meu quarto e pergunta "cadê vovó?" e eu, "cadê o quê?" ela imediatamente diz: " cadê a capetinha que você lavou?" só pude rir antes de explicar!
    Assim é a vida, amei ler aqui!
    Abraços bem apertados!

    ResponderExcluir
  5. É sempre o prazer ler os seus escritos :))

    Hoje:- Sinto que nas nuvens estão ausentes |Poetizando e Encantando|

    Bjos
    Votos dum óptimo Domingo.

    ResponderExcluir
  6. Os ditados populares contêm muita sabedoria. As crianças raramente os entendem. Vão entendendo ao longo da vida. Gostei do seu texto.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. E continuamos com a ingenuidade e pureza das crianças, querida Marli.

    Os ditados populares são fantásticos e encerram em si muitas verdades, só k para mente de criança não é fácil.

    A filha de sua priminha só queria ver os ouvidos das paredes, "pobrezinha"!

    Adorei seu texto, como era de prever.

    Beijos e as melhoras do doente.





    ResponderExcluir
  8. Os dito populares são carregados de muita sabedoria, não podemos jamais subjuga-los! Sábio texto amiga, beijos

    ResponderExcluir
  9. rsrsrs, e você contou de uma maneira gostosa, hilária, parabéns, querida Marli! Desde pequeninas escutamos isso, e tem muito mais! O povo sabe das coisas, nada tão exato. Tem aquela que diz:
    "aquelas 2 vizinhas estão lá tricotando com a língua, é um inferno quando se juntam!" E muitas outras. Eu adoro isso.
    Beijo, uma boa semana pra você.

    ResponderExcluir
  10. ahahah as crianças são castiças mesmo

    Beijinho | danielasilva-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Marli ao ler a tua crónica a acabei a sorrir com a tirada de pequena, ela mostrou ser inteligente em procurar os ouvidos nas paredes, como ouviu, é que mostrou curiosidade. É essa que leva à aprendizagem.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. É... as paredes têm ouvidos!... Gosto também daqueles ditados distorcidos. Por exemplo: do QUEM AMA O FEIO BONITO LHE PARECE, tiraram: QUEM AMA O FEIO LEVA CADA SUSTO!... ; do mais vale um passarinho na mão doque dois voando, tiraram: Mais vale dois marimbondos voando doque um na mão. Em terra de cego quem tem um olho é rei, tiraram: em terra de cego, quem tem um olho é caolho.... Grande abraço! Laerte.

    ResponderExcluir
  13. Há expressões muito interessantes.
    Gostei do tema e da abordagem.
    Marli, tenha um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Oi, querida amiga!

    Passando para saber de você e ver se já havia novidades por aqui. No meu blog já há. Obrigada!

    Irei passando por cá, querida Marli.

    Beijos e bfds.

    ResponderExcluir

Buscando ser feliz

    A grande busca do ser humano ainda é a felicidade, estamos sempre correndo para encontrá-la, já fazem parte de nossos desejos sejam...