2 de nov de 2011

Pare! Até quando você quer mandar e mudar minha vida?


Na última quinta feira Curitiba foi palco de uma situação com repercussão nacional: Luciano anuncia durante o show com quem faz dupla com Zezé di Camargo, que iria cumprir sua agenda até o final desse ano, e depois seu irmão seguiria em carreira solo.
Uma semana depois, no programa do Jô Soares, o mesmo Luciano diz: Não iremos nos separar, a dupla irá continuar.
Pensei comigo: por que cargas d’água uma dupla que vende milhões de CDs, faz milhares de shows precisava de uma história ‘’mal’’ contada dessas?

Simples, meus amigos: a Mídia faz falta. O artista vive dela. E quando ela esquece o artista, o artista sente necessidade de inventar, criar polêmicas para voltar à tona. Qual foi o resultado dessa história? Jornais, internet, horário nobre, programas de entrevistas comentando esse assunto.
Não me iludo com os artistas sejam nacionais ou internacionais, infelizmente hoje percebo que não há mais respeito da parte deles para com os seus fãs.
Esses mesmos fãs que ficam por horas embaixo de chuva esperando um aceno, e muitas vezes têm empurrões dos seguranças e desvios de olhares por parte desses artistas.
Lamentável episódio, simples e cru jogo de marketing, engana trouxa.
Não sei por que a nossa imprensa dá tanto valor a um cantor que sempre teve sua carreira sustentada pelo irmão. Luciano pegou o ‘’bonde andando’’ e quis sentar à janela. E hoje, de uma forma imatura e hipócrita, comunica que irá se aposentar e seu irmão que siga sozinho (?).
Os 2 filhos de Chico erraram muito ao usarem um show pago, e muito bem pago, para armar o circo e fazer suas palhaçadas.
Até a quinta música Zezé cantou solo, sendo que o público comprou ingresso para ver a DUPLA sertaneja se apresentar. Penso que cabe, além de um processo por propaganda enganosa ( o consumidor comprou o ingresso para ver Zezé di Carmago E Luciano, e não apenas Zezé di Camargo), uma retratação pública do senhor Luciano por respeito ao seu público que o deixou milionário.
Penso que eles atingiram o objetivo que ansiavam, enquanto seus fãs ficam com cara de trouxa, sentindo-se lesados por um show pobre, e sem nexo algum.
Depois desse episódio e outros é que entendo o porquê muitos preferirem aplaudir os cantores internacionais.
Lamentável episódio. Só espero que o brasileiro, dessa vez, não esqueça tão rápido. E valorize ainda mais seu dinheiro.
Abraços.

Em tempo: neste período Luciano foi internado em um renomado hospital de Curitiba por ter passado mal após tal episódio.
Luciano explicou o motivo: ''tomei rivotril com uísque''.
Pois é!




3 comentários:

  1. Oi Marli, tudo bem?
    Primeiro gostaria de agradecer por seu comentário. Hoje, finalmente, tudo voltou ao normal aqui em casa.
    Segundo, quero parabenizá-la por esse texto tão bem escrito e com tanto fundamento. Concordo plenamente com você. Não sinto o menor respeito por artistas nacionais ou internacionais que usam a mídia pra fazer + dinheiro e publicidade. Na realidade, não considero esses tipos artistas na dimensão q essa palavra tem. A arte é sublime, não é simplesmente um meio para ser famoso e ficar rico. Nem sempre o verdadeiro artista é tão famoso ou reconhecido. Lamentável que no mundo de hoje atitudes como essa se tornaram tão corriqueiras q a maioria das pessoas a aceitam como normal.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Oi Marli,

    Passei para agradecer por sua visita, eu confesso que também andei meio ausente, os tempo está cada vez mais curto. Quanto a dupla em epígrafe, eu ouvi dizer que o mais velho arrumou uma amante e leva a dita cuja nos shows o mais novo como é casado e parece viver bem com a mulher, juntamente com ela não estava aceitando a conduta do outro. Daí surgiu a confusão toda. Mas que deu mídea isso deu! bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Marli, achei tudo muito estranho... A tal mistura do Rivotril com um não sei o 'quê' não dá esta reação de subir no palco um pouco mais tarde, dizer umas palavras de separação e ir para o hospital. Também li o que o Valter falou acima. E precisava aquele trololó lá no Jô? rsrs, Vou te contar, só rindo, amiga... É claro que não convence. Mas sei lá o que foi na verdade! Mas os 'Filhos de Francisco' que se entendam!

    Beijos
    Tais

    ResponderExcluir

Em tempo de São João

Cresci vendo a fogueira ser montada, ser acesa e queimada, espetáculo que se repete todos os anos com a festa do Padroeiro do bairro São Pe...