20 de mai de 2012

Os Corvos de Van Gogh


a vida tem surpresas agradáveis, dessas que ocorrem esporadicamente.

na postagem anterior falávamos da cultura da década de 80, e do talento reconhecido de nossos hermanos argentinos.

mais uma vez fomos surpreendidos por um talento literário vindo diretamente da Argentina: a escritora Isabel Furini.

ela lançou, para nossos deleite, o livro Os Corvos de Van Gogh.

em versos poéticos ela nos faz sentir as pinceladas fortes de Van Gogh, nem sempre seguro de si, o que torna suas obras inquietantes.

em seus poemas, Isabel nos faz trilhar um caminho que não aprendemos nos bancos escolares: apreciar a Arte com os olhos da Alma.

não há como não se emocionar, não há como não sentir neste trabalho Van Gogh, a força, a expressão desse enigmático homem em suas telas.

Isabel conseguiu unir o talento de um grande pintor com o talento de uma grande poeta.

pintura e poemas andando juntos como se fossem almas gêmeas, e que deverão continuar andando juntas para que outros exemplares como este livro nasçam.

parabéns Isabel, seu trabalho motiva e enriquece ainda mais o mundo literário!



aos interessados, aos amantes de Van Gogh, aos amantes poéticos, segue contato da escritora: isabelfurini@hotmail.com

10 comentários:

  1. Muito obrigada Marli, a sua presença foi muito importante no lançamento do livro "Os Corvos de Van Gogh". Fiquei muito contente com o registro desse evento no seu blog. Grata. Isabel Furini

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Marli! Que chique! Me sinto envaidecida por ser amiga de uma pessoa como você, pousando com uma escritora famosa hem? Que bom que sendo uma pessoa simples também tenho um lugar no seu coração. kkkkk brincadeirinha viu?
    Bjs amiga
    Traudi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga Traudi,meu coração tem cadeira cativa para você.Você para mim é uma pessoa muito além de famosa,pois foi com você que aprendi a ser guerreira em uma sala de aula,onde os alunos ainda recebiam denominações de fracos e fortes,você é uma pessoa de alma pura que divide sua cultura,conhecimentos enfim sempre trouxe comigo o que busquei em você.Amiga,obrigada e sinta-se abraçada! Um grande beijo!Obs:-eu é que me sinto honrada por ser sua amiga.

      Excluir
  3. 1. Eu vim de longe, de tão longe, que somente o teu coração pode alcançar essa distância e este sorriso que o amanhã me pedir para te dar.
    Compreendo a tua surpresa diante do que eu te digo. Porém, qual surpresa poderá ser melhor do que o vale encantado que eu trouxe para ti?
    Sim, bem sei que a tuas saudades são maiores do que o encontro de todas as tuas melhores circunstâncias. Mas a saudade tem isso de sempre ser maior do que temos no presente. Porque toda saudade é incompleta por si mesma.
    Porém... Do que te vale mais recordar do que viver? Mais desejar completar a tua saudade do que preencher os teus dias com novas oportunidades?
    Tu me dizes que não as têm? Abraço-te com meu carinho e solidarizo-me contigo...
    Eu também vim de longe para me encantar com suas lindas e sábias palavras que alcançaram meu coração.
    Obrigada grande poeta. Adorei vir aqui e me deslumbrei com as maravilhas de suas inspiração.Tomei a liberdade em postar este comentário em teu blog... Retribuindo desta forma, de uma maneira carinhosa a sua expressiva visita no meu blog, as quais as têm enriquecido com seus mais refinados comentários... Um bom final de semana!
    Um grande abraço! E um carinhoso beijo.... HTTP://www.uanderesuascronicas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quisera eu ser poeta realmente, para poder responder a você de uma maneira tão bela quanto ao comentário que registrou aqui.Fiquei feliz por sua visita e aprovação da postagem,pois como você registrou em seu blog,nosso termômetro são os nossos queridos visitantes que nos leem e comentam o que deixamos aqui.Seja sempre bem vindo!Um grande abraço!

      Excluir
  4. Olá, Marli, poema e artes plásticas caminham de mãos dadas uma vez que só a sensibilidade da alma as compreendem; nada mais sensível de ver uma obra de arte emoldurada por um belo poema ou um lindo poema emprestando sua magnitude à uma obra de porte e da importância como de Van Gogh, que veio a sofrer de aguda miséria e entrou em crise existencial até 1880 quando, então, percebeu na arte uma vocação e um meio de trazer consolo à humanidade. E nada como um poeta para captar estas emoções.

    Beijos às duas.
    Tais Luso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Tais,é verdade que só vocês poetas e escritores entendem melhor o que se passa ao nosso redor.Um artista plástico, pinta com palavras o que quer nos dizer,como o escritor usa as palavras para igualmente nos passar sua mensagem.Um grande abraço!

      Excluir
  5. Anônimo4/6/12 15:23

    Que legal minha amiga, continua na ativa, sempre gostando de literatura e arte. Que bom que você teve essa oportunidade.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo e amigo(a),obrigada por visitar meu espaço e deixado seu comentário.Pena que não deixou seu nome,pois adoraria saber quem você é ,pois sei que gosta do que posto aqui.Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Adorei seu blog,parabéns.
    Até mais

    ResponderExcluir

Criticar ou não criticar?

Às vezes o que precisamos é apenas um filme que nos traga algo de bom. E esses dias eu estava a procura de algo bom, delicado e encontrei...