Apreciadores de Um Naco de Prosa

3 de dez de 2016

Que cor tem o seu mar?


Domingos são típicos para almoços em família e descansar para a semana que começará noutro dia.
A noite chegou, e queria distrair meus pensamentos após um pouco de leitura. Liguei a TV, trocando de canais, atrás de algo que prendesse minha atenção, parei no canal da Cultura, na tela, Tim Maia começara a cantar Azul da cor do mar...
E, pela primeira vez, nestes anos todos que ouvi essa letra, eu entendi seu real significado.
É muito além de um poema musicado, é uma inspiração, é um recado a todos nós, pois todos nós passamos ou passaremos pelo que Tim cantou ali, mas a parte que mais me chamou a atenção foi a seguinte: “ E na vida a gente tem que entender, que um nasce pra sofrer enquanto o outro ri”.
A partir do momento em que compreendemos o que Tim Maia quis dizer neste pequeno e tão importante trecho de sua composição, a vida tornar-se-á melhor para você, e, consequentemente, para todos à sua volta.

Desde pequenos somos ensinados a sermos melhores do que nosso coleguinha de escola e, mais tarde, do que nosso colega de trabalho.
Desde pequeno somos ensinados que, se o teu vizinho tem a melhor casa do bairro, você também pode ter, sim!
Porém, esquecemos neste momento que tudo tem um propósito, e que nem sempre a grama do vizinho é mais verde do que a sua. Isso não quer dizer que não devemos lutar, melhorar, progredir, podemos e devemos sim, mas sem agourar ou invejar o alheio.
Entendamos que há motivos, há razões para pessoas serem e terem exatamente como as vemos.
Passamos tanto tempo tentando consertar as coisas, que deixamos a nossa vida de lado, e quando resgatamos, muitas vezes, já é tarde demais.
Tudo é passageiro, e, assim como Tim Maia fala: a gente tem que entender.
Como? Amadurecendo.
Claro que não devemos fechar os olhos para tantas catástrofes, mas, no final de tudo, percebemos que sempre houve motivo para esse ou aquele fato acontecerem, e exatamente como aconteceram.
Ao escrever Azul da cor do mar, Tim Maia abriu seu coração, e quis dividir com o mundo aquilo que já tinha aprendido ao longo da vida, e, talvez, repassando um pouco o que aprendeu, pessoas não cometessem o mesmo erro... porém, a natureza humana é tão incrível, que não tem como você saborear o néctar de uma fruta se ela não estiver madura. E assim é a nossa essência, para nos experimentarmos, precisamos amadurecer.
Quantas vezes nos deparamos com jovens cometendo erros tolos, com consequências, muitas vezes irreparáveis, mesmo após horas de discursos de seus pais?
O que pode ser explicado facilmente; quando jovens, nos achamos invencíveis, que nada vai nos afetar, que se aconteceu com meu pai e mãe, não vai acontecer comigo. E vou fazer sim, porque ninguém manda em mim! E ainda fazíamos “bico” e batíamos o pé.
Jovens, uma das fases desse amadurecimento, tão crucial para chegarmos ao fim, e podermos cantar ao mundo qual a cor tem o nosso mar.

Fotos: Google

15 comentários:

  1. Bom dia, colega Marli!
    Lindo texto, repleto de sentimentos. Parabéns!
    Ei, moça!
    Tem postagem nova lá em "GAM Dolls (2)". O conteúdo está super bacana, confira!
    Ficarei feliz com sua visitinha e comentário, sempre tão gentis.
    Tenha uma linda nova semana.
    Abração pra você! :)

    ResponderExcluir
  2. Bom dia de domingo querida amiga Marli!
    A vida é sábia, muitas vezes aprendemos a "ouvi-la" muito tarde, com as experiências, mas há algo que se pode aprender vendo o que acontece ao outro quando ele comete erros, pois é melhor aprender com erros alheios.
    Invejar a felicidade alheia é uma coisa que acontece às almas ainda em "primeira fase", pois ninguém pode vivenciar o que é do outro.
    Aprendi isso ainda criança, meus pais nunca exigiram que eu fosse bem sucedida pelos outros, mas por mim mesma, pelo que me faria feliz independente de opiniões alheias, foram lições que me acompanharam pela vida toda e deu certo.
    Meu mar é azul, algumas vezes verde, outras prateado e até o vejo dourado!
    Linda postagem reflexiva, amei ler, abraços apertados!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Marli
    Que linda e importante reflexão você nos presenteia com a letra desta belíssima canção
    Fiquei absorvendo cada palavra, cada reflexão espetacular
    Um show minha querida
    Um feliz domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Texto fabuloso! Amei

    Beijos-Bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Um texto para reflexão. Gostei muito de ler. Deixou-me a pensar...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Pois é, Marli, essa tua bela crônica, falando da música do Tim Maia,
    da letra da música, do seu significado, que, como dizes, a gente só
    se dá conta depois que temos mais vivência, fez com que eu me
    lembrasse de algumas delas, quando ainda me preocupava com
    o que o futuro reservava para mim. Parabéns.
    Abraços.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  7. Perfeito, cara amiga Marli. Esta música tem uma força impressionante, além, de como você muito bem captou, um significado vivencial. A cronica está perfeita. Por minha iniciativa, coloco aqui algo que pensei enquanto acompanhava vosso raciocínio. É ensinado às crianças que é necessário Ter, mas pouco se fala em Ser. Incentiva-se o orgulho - palavra feia- quando se deveria falar sobre satisfação, alegria, etc...
    Mas, no fim das contas, fala-se muito pouco sobre os mecanismos da espiritualidade, porque, apesar das seitas tradicionais, andarem à cata das ovelhas desgarradas - jargão da egrégora - elas, pretensamente, possuem o remédio infalível para o sucesso da alma, basta o arrependimento final, que tudo ficará bem, dentro do esquema de existência única. Um abração. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Teresinha (eu chamo você de Teresinha, embora seu 1º nome próprio seja Marli, mas me diga, por favor, como prefere)!

    Espero k você se encontre bem, feliz e que seu mar seja azul, mas bem azul. Aproveito para agradecer sua visita e carinhoso comentário.

    Qto ao seu post, que tem tanto de naturalidade, qto de sapiência, só tenho de a parabenizar, triplamente, porque ele é real, inteligente e tem tudo a ver com nosso cotidiano.

    Creio k temos que passar por provações para entendermos o verdadeiro significado da vida. As consequências de nossos atos, quer sejam eles positivos ou negativos, vêm direitinhas a nós, sem hesitar e quem boa cama fizer, nela se há de deitar, assim diz o ditado.

    A juventude é uma fase etária, temporária, que tem suas características, mas tem tb deveres e direitos e isso poucos jovens entendem.

    O amadurecimento surge, inevitavelmente, e alguns conseguem entender as besteiras, que fizeram, outros, nem isso, mas vamos dar o benefício da dúvida ao nosso semelhante.

    Qto à sua questão, que dá título ao seu texto, tenho k te dizer k não gosto de mar (é estranho, mas é verdade, e nunca tive qualquer problema relacionado com ele), mas sei k o mar de k você fala no seu escrito não é esse, o físico, o real, é antes, o psicológico, e esse, graças a Deus vai bem, mto bem.

    Penso postar no final de semana ou ainda antes, mas meus posts estão bastante tempo em "cartaz", portanto, terei mto gosto em sua visita, mas sem pressas. Grata!

    Beijos e dias de luz e paz.

    ResponderExcluir
  9. Excelente texto inspirado pela música de Tim Maia. Bem refletivo!
    Abraço e boa semana.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Marli, essa música é divina, sim, a letra entra direto para nosso inconsciente resgatando muitas coisas adormecidas, que se formaram lá atrás, e que por algum motivo não estão de acordo. E que sempre temos de mudar.
    Querida amiga, desejo uma linda Noite pra você e sua família, com amor e paz - o que o mundo mais precisa.
    Beijo, até!!!

    ResponderExcluir
  11. Teresinha, querida!

    Tudo bem com você? Aqui, tudo rolando.

    Estou fazendo as visitas natalícias aos meus amigos/as e você já faz parte deles.

    TE DESEJO UM NATAL HARMONIOSO E UM VENTUROSO ANO NOVO!

    Beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  12. OI MARLI!
    UMA CRÔNICA PERFEITA, ESTAVAS MUITO BEM INSPIRADA É CLARO, POIS, "AZUL DA COR DO MAR" NAS VOZ DE TIM MAIA É INSPIRADOR, SALVAGUARDANDO TEU TALENTO PARA A ESCRITA É CLARO.
    PARABÉNS AMIGA, ADOREI.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Bom dia, lindo e belo texto para reflexão, dá para ficar a pensar sobre o que escreveu.
    Boa semana e Feliz Natal
    AG

    ResponderExcluir
  14. Concordo inteiramente, Marli, e só acrescento: é uma das músicas mais belas de Tim Maia e, sem dúvida, rendeu um belo post! Boa semana, Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  15. Um BOM Natal e um Ano Novo MELHOR.
    Beijos.

    ResponderExcluir