19 de fev de 2018

O Tempo



O ano termina e recomeça, e assim sucessivamente, e o termo que já se tornou um clichê “feliz ano novo” “adeus novo velho”, volta a fazer parte de nosso vocabulário, porém se formos analisar até poderemos pensar que o tempo continua igual, quem sabe uma invenção para nos alegrar, nos dar esperanças de um tempo melhor, passa-nos  a impressão de que ele não é literal, porque parece viver em círculos, vai e volta e assim continuamente. Não vou falar do tempo na concepção de físicos como: Einsten ou Newton, mas de como podemos definir o tempo ou quem sabe senti-lo. O calendário é uma bela criatividade, porque nos dá a impressão de que tudo será novo e que tudo terá um novo começo, ledo engano, pois tudo continua igual, mas com a nossa fantasia de que o tempo mudou, ou que o tempo passou...
Quem na verdade sofre mudanças somos nós, e que às vezes, somos enganados pelo tempo, o qual não é linear, e por isso, não percebemos se ele vai ou volta, sem sair do lugar, nós é que mudamos. Devemos então nos questionar o quanto mudamos, o quanto melhoramos neste tempo que parece que passou muito depressa, ou então naquele que aguardamos chegar com muitas novidades, mas na verdade somos nós que fazemos as mudanças e novidades da vida. Ouvimos muito: ah! quando eu completar tal idade, ah! quando o ano terminar, ou no começo do ano vou casar, e nossa metas são grandiosas, no plano físico, no entanto precisamos nos perguntar quais as metas para o nosso corpo espiritual, a nossa alma. O que fiz de bom neste”pseudo tempo”?
O Calendário é apenas um mero sistema para contagem e agrupamento de dias que visa a atender principalmente às necessidades civis e religiosas de uma cultura.” A palavra deriva do latim calendarium, "livro de registro", que, por sua vez, deriva de calendae, que indicava o primeiro dia de um mês romano.”
O relógio, a ampulheta, o calendário, relógio do Sol, relógio de pêndulo, relógio atômico, relógio digital e tudo que possa nos dar uma noção do tempo facilita a nossa vida para obtermos resultados, quando nos programamos  pensando no tempo, mesmo que ele seja uma mera convenção dos homens, para poder contá-lo ou simplesmente medi-lo.
Albert Einsten afirmou: "Para nós, físicos presunçosos passado, presente e futuro são apenas ilusões".

Mesmo que isso seja verdade, vou fazer uso do velho clichê e desejar a todos um ano repleto de realizações, que seja um tempo bom para todos nós!

15 comentários:

  1. Não sabemos como, mas apenas sentimos que à medida que envelhecemos, parece que o tempo não anda e sim VOOOOOOOOA!rs beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia. Parabéns pelo texto! Adorei :))

    Hoje:- Serenata em telepatia
    .
    Bjos
    Feliz Terça-Feira

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto. O tempo passa não damos por ela.Há que o aproveitar da melhor maneira.

    Beijos e um excelente dia.

    ResponderExcluir
  4. Sempre um prazer ler as tuas reflexões.
    Bjo, amiga :)

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida Marli!

    Mais um inteligente texto que nos põe pensando.

    O tempo é só calendário ou modificações climatéricas, todavia, se você acertar na loteria, então foi você que operou mudanças em sua vida, embora a seguir à 2ª feira venha a 3ª e por aí adiante.

    Passou o carnaval e daqui a pouco estamos na Páscoa e o tempo não para, nem retrocede. Só se pode contar o passado, pois esse a gente já viveu. O presente o estamos vivendo e o futuro não sabemos.

    Beijos e agradeço seus votos. Eu vivo um dia, um tempo de cada vez.

    ResponderExcluir
  6. Perfeito, cara amiga Marli! Gosto do tema, inclusive já escrevi alguns poemas, nesta existência, sobre este tema apaixonante. Também penso que o calendário é apenas uma ferramenta de auxílio na ordenação dos nossos afazeres. Concordo com a afirmação dos teosofistas de que não existe passado nem futura, mas o agora. Mesmo assim desejo-te um bom ano e, sobretudo, uma boa vida.

    ResponderExcluir
  7. Linda reflexão, o tempo, ah, ele continua o mesmo, passando no seu tempo, nós que atropelamos tudo e ficamos com a sensação de que não dá tempo.
    Amei ler querida Marli!
    Abraços bem apertados e que tenhamos um bom ano!

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da reflexão! Que 2018 seja um ano incrível! ;)

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, o momento é que vai influenciar a vida para o bem ou para o mal, o calendário e o relógio tem como função nos orientar na organização das responsabilidade.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, colega Marli!
    Lindo texto, reflexão muito especial.
    Ei, moça! Tô meio sumida, né? Mas o motivo é bacana, você vai ver. ;)
    Tem postagem nova em "GAM Dolls (2)" também. Passe por lá para conferir.
    Ficarei feliz com sua visitinha e comentário, sempre tão gentis.
    Te espero por lá, tá?
    Uma linda nova semana pra você. Abração! :)

    ResponderExcluir
  11. Uma crónica excelente sobre o tempo que vai passando por nós, ou nós passando por ele. Boa reflexão, minha Amiga.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. O tempo a que o Cientista
    se refere é aquele que
    conta as horas que a "venda"
    fica fechada. A venda da vida
    precisa estar com as portas
    abertas 24h por dia ou perderá
    os negócios que são feitos na
    calada da noite. Uma venda
    perdida nunca se recuperada.

    Beijos, meu anjo. Beijos.

    silvioafonso



    .

    ResponderExcluir
  13. Oi flor uma crônica excelente bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá Boa noite!
    Parabéns pela bela postagem , dá gosto de vir aqui apreciar.
    Hoje tem postagem nova no blog, uma aluna nossa que inspirada em suas leituras, escreve lindas e românticas poesias, dentro do Projeto Alunos leitores e Escritores.
    Seu incentivo no comentário será muito importante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  15. Pois é, Marli, nesta tua bela crônica,"O Tempo", vemos tudo como realmente é, o tempo não "passa", os seres deste planeta é que vão se transformando desde o seu nascimento até o seu último suspiro. Quantas vezes encontramos filho de uma família que conhecemos e dizes: "Como você cresceu!". Esse adolescente não é mais aquela criança, logo estará adulto, casará, terá filhos, netos, quem sabe bisnetos. E assim E assim a vida das pessoas como a vida dos demais seres é que estarão passando.
    Parabéns, Marli.
    Um grande abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir

A velhice nos torna conscientes ou covardes?

Imagem da Internet Ouvindo Lendro Karnal falar sobre o tema “A Consciência nos torna covardes”. Em sua fala sempre muito filosófica...