18 de jun de 2011

Luciano Pavarotti: Nessun Dorma


Quero dividir com meus amigos e amigas do Naco de Prosa essa singela homenagem a esse que, para mim, foi e será o maior tenor de todos os tempos.
Além de tocar a nossa alma com sua interpretação ímpecável, ele toca nossos corações quando, ainda hoje, lemos matérias dos seus feitos.
Em 1992 Pavarotti convidou alguns amigos para fazer um show em prol das pessoas que, por motivos catastróficos, tiveram suas vidas dilaceradas.
Começa aí a saga de shows, intitulado Pavarotti & Friends, percorrendo milhares de cidades mundo afora ( em 1994 foi a vez de São Paulo ), sendo todo o valor arrecadado destinado a elas.
Sua morte ( 2007 ) foi chorada por muitos, pessoas humildes ou não, chefes da Onu, candidatos à Presidência dos Estados Unidos, e outras personalidades reconheciam em Luciano a alma caridosa que compunha o grande ser humano.
Era um ser espiritual, alegre, humilde e HUMANO.
Nenhum outro será como ele,  e ninguém jamais substituirá Luciano Pavarotti, não falo aqui apenas como tenor, mas como um bom homem, que troca seu tempo livre, sua família, dá sua voz, viaja pelo mundo, lugares distantes, não conhecidos, longe dos seus, para doar-se a pessoas que jamais irá conhecer, mas que sabe são necessitados de ajuda.
Hoje temos pseudo artistas que aparecem vestindo carne crua, outros encenando sexo explícito no palco, outros dublando, outros se drogrando, outros cuspindo em seu público, outros trajando pantufas e pijamas, como esperar um gesto grandioso como o de Pavarotti de tais ''personalidades''?
A postura perante o microfone, a alma tomando forma pela voz forte e segura de Pavarotti.
Assistam ao vídeo, é o que melhor resume a emoção que sinto ao falar de Luciano Pavarotti.
Aplausos em pé para você, grande tenor!

13 comentários:

  1. Gasparzinho18/6/11 19:32

    Marli, parabéns pelo Post! Que emoção, que surpresa belíssima encontrar o nosso eterno Pavarotti aqui. Lágrimas...
    Como você disse: APLAUSOS EM PÉ PARA ESSE GRANDE TENOR!
    Ótima escolha da música, a melhor para mim.

    ResponderExcluir
  2. Gasparzinho,você está sempre presente aqui e com ricos e nobres comentários porém não sei como entrar em contato com você,pois não tenho seu e-mail e também não sei se pertence a algum blog.Gostaria muitíssimo de compartilhar sempre minhas postagens com você.Um grande abraço e obrigada!

    ResponderExcluir
  3. oi Marli,
    querida,


    vir aqui nesses quatro meses,
    é ser mais feliz,
    mais humana,
    e mais Rô,
    é me deliciar com suas palavras,
    e ter vontade de voltar rapidinho,

    obrigada pelos
    quatro meses
    do Somente amor...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Gasparzinho19/6/11 13:05

    Marli, minha cara. Não tenho Blog, nem Orkut, nem Facebook, sou apenas um fã de palavras bonitas. Não sou fã do virtual, não gosto de tecnologias, sou quadrado, porém, admiro pessoas inteligentes e com conteúdo, por isso sempre apareço e continuarei aparecendo.
    Um grande Abraço do Fantasminha camarada!

    ResponderExcluir
  5. Marli
    PAVAROTTI foi, dos muitos que ouvi, será sempre o MAIOR aqueles pianíssimos...uma loucura.
    Eno final aquele sorriso! tem muito bom gôsto, como sempre, amiga Marli um beijino desta amiga distante.

    ResponderExcluir
  6. Marli, querida:
    Quando Pavarotti cantava, magnífico e carismático, eu ficava a pensar no dia em que ele tivesse de partir... Sempre pensei que artistas deste nível, desta envergadura não deveriam morrer. Deveriam ser eternos, aqui. Mas como tantos outros, sua obra permanecerá. É o que nos consola.

    E com certeza continuará a cantar ‘Nessun dorma’, ‘Una furtiva lagrima’, ‘Ave Maria’ e tantas outras belíssimas composições num lugar bem melhor do que o nosso.
    Ficamos sem ele, mas durante muito tempo nos presenteou com a mais bela voz do mundo.
    Jamais teremos alguém que o substitua.
    Na minha coluna, bem embaixo, conservo um vídeo dele cantando Ave Maria.


    “Penso que uma vida pela música seja uma vida bem vivida, e foi a isto que me dediquei”.
    - Pavarotti.

    Beijos, Marli.
    Tais Luso

    ResponderExcluir
  7. Era tudo q precisava ouvir pra encerrar esta noite.

    Obrigada!

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Oh!Gasparzinho gostei muitíssimo do seu comentário,apesar do meu blog eu sou semi analfabeta no mundo virtual.No entanto como você amo conhecer pessoas inteligentes e,que partilham quem sabe de algumas ideias semelhantes.Fico e ficarei feliz com sua visita e espero que meus textos estejam sempre à altura do seu gosto intelectual.Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Josefina,amiga querida,obrigada pela sua presença e comentário.Espero dividir mais vezes com você este espaço que é seu também.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Taís,minha querida,quanta palavra linda em seu comentário,conteudo digno de você minha amiga.Realmente,Pavarotti faz o gênero de muitas pessoas,digo faz no presente,porque continua conosco ....
    Obrigada pelo nobre comentário.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. Margoh,obrigada pela visita e comentário.Sua presença me deixa muitíssimo feliz.Volte sempre.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. Catia,fico feliz pela emoção que minha postagem lhe causou,porque este é o objetivo deste espaço que também pertence a você,pois está sempre presente aqui.Um grande abraço!

    ResponderExcluir

O valor das pessoas

Nessas andanças pela vida, ouvimos, lemos e falamos sobre muitas coisas... Após o lançamento de um livro, cujo título mexeu  com minha ca...