4 de mar de 2012

No caminho do Desenvolvimento

A educação é condição primordial num caminho de desenvolvimento de um País. O Brasil acordou!

O acordar não significa a resolução de todos os assuntos sociais, econômicos e estruturais, mas sim um leve despertar sobre olhar educacional.

Dilma Rouseeff tem um projeto ambicioso para os estudantes brasileiros: mandar 75 mil deles para estudarem no exterior, com a conhecida ''bolsa imigração''.

Mas ainda falta muito para que tal projeto mereça nossos aplausos. O socialismo da nossa Presidente está longe de ser algo real.




Do que adianta enviarmos nossos filhos pátrios para fora, se as nossas Escolas e Universidades, em sua grande maioria, estão entregues aos ratos?

Até onde é certo mandarmos nossos compatriotas para terras estrangeiras, inundando as salas de aula, tirando espaço daqueles que lá moram? O que fazer com as nossas carteiras e quadros vazios? Vamos ocupá-las com norte-americanos, espanhóis, nossos irmãos lusos?

E os nossos irmãos pobres que mal puderam terminar o segundo grau? Qual a chance destes estudarem, por exemplo, na Harvard?

Seria muito mais viável e socialmente coerente arrumarmos a nossa base educacional. Professores ganhando R$10,00 por aula, sem carteiras, sem cadernos, sem uma lâmpada sequer na sala de aula, crianças que nem mesmo um sapato velho possuem para irem à escola. Essa é a nossa realidade, esse é o nosso País hoje. Esses sonhos não passam de uma utopia desvairada, de uma política social que abusa da ingenuidade alheia com crendices.

Chegou o momento dos nossos políticos saírem das suas gaiolas de ouro e pensar numa resolutividade própria para os nossos problemas, e não enfeitar o sonho dourado, enchendo de balelas infundáveis nossos ouvidos.

Não quero com isso ‘’jogar pedra na Geni’’, apenas penso que a nossa política de mil e uma cabeças, deveria virar todas na mesma direção, e procurar arrumar o terreno interno, e não jogar seus brasileiros ao léu.

Politicagem barata para mandar nossa mão de obra competente para os solos estrangeiros. Porque não melhorarmos essas mesmas mãos de obra aqui em nosso País, e utilizarmos as mesmas para o nosso bem comum?

Porque sempre alimentarmos as bocas alheias com ouro, e as nossas com feno?

Já é passa a hora do ‘’Gigante Despertar’’, já é chegada a hora das melhorias internas acontecerem. Já é chegada a hora das conquistas serem alcançadas por méritos próprios, e não com ‘’empurrõezinhos’’ políticos.

O que o Brasil vai ganhar exportando seus brasileiros para o primeiro mundo?


Chegou a hora das 280 milhões de cabeças olharem na mesma direção, do progresso.

6 comentários:

  1. Uma triste realidade a do ensino no Brasil e quem poderia ajudar a mudar esse Quadro Negro nos querem assimcarentes de educação e faceis de manobrar mas é preciso acreditar sempre que mudanças virão!
    Hei! Desabilita as palavrinhas de confirmação ai debaixo

    ResponderExcluir
  2. Gasparzinho10/3/12 13:44

    bom retorno! fez falta! deixo aqui meu repulso por essa ideia mediocre. acreditei no partido socialista, mas socialismo com o chapéu alheio até eu faço!
    Até!

    ResponderExcluir
  3. Temos que nos mobilizar para mudar este quadro,ensino de qualidade é nosso direito,afinal pagamos muito imposto para que isso não aconteça como deveria ser.Valeu! Bela e linda proposta,sigo.Beijo alegre.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
  4. Veloso,obrigada por tão valiosa avaliação.Creio verdadeiramente que haverá mudança sim,mas tudo depende de nós.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Gasparzinho,meu amigo camarada,vc ñ sabe a alegria que sinto em vê-lo aqui também,sabe quando pensei que estaria tudo resolvido,meu pai faleceu,ontem foi sepultado.Gostei do seu comentário,obrigada por estar sempre fazendo sua visita.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. BYJOTAN,realmente precisamos tomar coragem e transformá-la em ação.A melhora depende de nós,poucos brasileiros que ainda mostram preocupação em melhorar muitas áreas sociais,culturais e....
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir

Em tempo de São João

Cresci vendo a fogueira ser montada, ser acesa e queimada, espetáculo que se repete todos os anos com a festa do Padroeiro do bairro São Pe...