Apreciadores de Um Naco de Prosa

13 de abr de 2014

O Mundo Chora

















 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ouço ao longe um choro de criança
Meus ouvidos se alertam
Será um bebê que sofre?
Quem sabe pedindo leite?
Procuro no silêncio algo mais
O choro continua, aumenta
Parece que há muitas crianças.
O que será? Sonho?
Tento me aproximar
Quem sabe posso auxiliar
Não vejo nada, só ouço o choro
Apresso o passo, quero saber
Porém percebo que há mais gente chorando
E o choro vem de várias direções.
Será que estou imaginando?
Quem sabe apenas sonhando?
Logo vou acordar...
Já não sei para onde seguir
Pois há muita gente a chorar
A Terra se põe a soluçar
Que susto!
Esfrego meus olhos, belisco-me, para logo acordar
Estou tendo um pesadelo
Oh! o choro acabou.
No entanto, uma voz retumbante vinda de todas as direções disse:
- Só nos resta chorar.

17 comentários:

  1. Gasparzinho13/4/14 19:06

    Penso que todos ( pessoas boas ) choramos com o que vemos noticiado o tempo todo em todo o mundo. As coisas vão de mal a pior, e não consigo ver melhorias. A geração de hoje deixa a desejar, e os bons costumes, a boa educação, carinho, amor, dedicação, respeito... estão sendo esquecidos todos os dias. "Só nos resta chorar", eu também não vejo outra opção a não ser enxugar as lágrimas e esperar. Os bons tentam fazer o papel que lhes cabe, mas o objetivo não tem sido alcançado, ou é irrisório. O mal está vencendo aqui na terra, e isso é assustador.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
  2. Um poema que me toca particularmente...Frequentemente escrevo sobre temáticas sociais...
    E este choro, esta dor globalizada que não cessa.
    Cantemos em palavras, os gemidos dos mais fracos...
    Parabéns, Marli.
    Bjo :)

    ResponderExcluir
  3. Bom dia

    Lindo e triste Poema..Tão real também.Adorei

    Tenha uma boa semana.

    beijos´

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. oi Marli,

    mesmo com todas as evidências,procuro sempre pensar que o melhor está chegando,
    procuro semear o que me faz bem,
    o que deixa meu coração feliz,
    e viver uma vida de amor...
    as vezes choro muito também...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Há muita dor no mundo, sensibilizados vamos indo, amei ler a poesia em seu belo e triste poema!
    Abraços e tenhas uma boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marli, é choro, lágrimas que parecem não ter mais fim; quando acalmam de um lado, lágrimas aparecem de outro. Mas falando francamente, os quatro cantos do mundo choram compulsivamente! Nosso planeta está mais triste do que alegre. Belo poema! Os homens choram pelos homens - pelos seus próprios atos impensados.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Visto haver muita gente no mundo a chora, o sono terá uma premonição, que até se pode tornar numa bela poesia interventiva, que bem deveria ser muito ouvida.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Amada Amada.
    No mundo existe tanta dor e mazelas que dói ,
    mais dói demais é fome miséria
    infelizmente só nos resta chorar.
    Amiga falo assim por sentir uma dor bem menos , mais mata aos poucos amada.
    Que Jesus te abençoe feliz semana beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  9. Mais um ...aborto!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  10. Olá Marli.

    Vim para conhecer o teu espaço e noto como é belo, cheio de poesia, beleza...
    Estou a seguir-te, grata por me acompanhares nesta viagem interessante pela blogosfera poética.

    Em relação à poesia, tem tristeza, sim, mas também realidade e verdade.
    Neste mundo cujo qual vivemos, choram os conscientes que são vítimas dos inconscientes, destruidores da Paz, da harmonia e da vida do planeta.

    Parabéns!

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. A cada dia que passa esperamos melhorar, beijo lisette.

    ResponderExcluir
  12. Um emotivo canto poético traduzido pela sua sensibilidade.
    Cordialmente: Geraldo

    ResponderExcluir
  13. E há tantos ecos de choros espalhados em mim, em tantas partes deste planeta o choro de fome e frio gritam em mim! abração

    ResponderExcluir
  14. Olá.

    Passeando por aqui, para desejar-te um período Pascal com: alegria, saúde paz, e muita reflexão.
    A Família, continua e continuará, sendo a sustentação deste grande arco humano, que chamamos de relacionamentos.
    Um abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde Marli.. são tantas as lágrimas que vertem do mundo que somente cabe a nós enviar muita energia de amor universal.. quando todos enviarmos amor o choro cessa.. bjs e até sempre poetisa

    ResponderExcluir
  16. Olá Samuel, obrigada pela visita e comentário. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  17. Muito lindo o poema, certa vez eu li que enquanto houver um ser que chore a dor de seu semelhante, os anjos de Deus não se afastarão da face da terra.

    ResponderExcluir