14 de out de 2016

Dia do Professor


Foto do Google

Dia 15 de outubro, sábado, é celebrado o "Dia do Professor", interessante porque, como em todas as outras datas celebradas em nosso país, ele é lembrado e festejado "APENAS" neste dia, salvam-se raras exceções quando alguns ex-alunos, no decorrer de sua vida, lembram e relembram de seus mestres. Ao ler diversas matérias, que já ocupam páginas de revistas e jornais a respeito dos professores, observei quanto ainda temos que caminhar para a valorização real deste que, é pilar para os profissionais de hoje, e não falo apenas de valorização monetária, falo mais de valorização humanitária. Vejo professores sobrecarregados, estressados, desmotivados, sem tempo para a vida pessoal, fora as cobranças feitas por alguns pais, que exigem que seus filhos sejam educados por eles, impondo uma função que é exclusivamente da família, deixo mais claro: ensinar matérias e criar pilares para que o cidadão se torne um bom profissional, é função do professor, e termina aí. O que resta, é função dos pais. Vejo fotos de professores, principalmente no interior do Norte e Nordeste do país, dando aulas em situações precárias, muitas vezes, em salas improvisadas onde se juntam alunos das mais diversas idades, cujas faixas etárias são, às vezes, de até dez anos de diferença. Aí, o professor precisa identificar cada aluno, com seu grau de aprendizado e dificuldade e parear o ensinamento para que todos ali presentes, entendam e não sejam prejudicados. Há anos, isso acontece, e não vejo uma organização por parte do governo para melhorias. Em grandes centros, o problema é outro, com o
fotos do Google
crescimento na área tecnológica e o aceso fácil a celulares e tabletes, o professor precisa usar toda sua criatividade para prender a atenção do aluno e desviá-lo de Whats e Faces, tarefa não muito fácil, visto que a educação esperada que os pais assumam já não se encontra com facilidade como há alguns anos. Acredito que este dia 15 de Outubro, não deva ser de flores à porta ou abraços pelas ruas das cidades mas, sim, uma profunda análise de todos em como podemos melhorar a educação em nosso país, o caminho é fácil, mas é preciso dar o primeiro passo e, este primeiro passo, está na casa de cada criança que vai à escola, que saiba respeitar o profissional que está lá na frente, repassando conhecimentos. Valorizam-se médicos, advogados, engenheiros, arquitetos, dentistas, mas se esquecem que, se não fosse o professor, que muitas vezes enfrentou dificuldades imensas para chegar até a sala de aula, todas as outras profissões seriam falhas ou não existiriam.

A existência de Deus

Antoine de Saint-Exupéry, notável escritor que se notabilizou pela sua grande paixão à aviação, sendo destacado para fazer a linha comerc...