23 de jan de 2014

Ideologia, eu quero uma pra viver...!

“Quando a mulher começa a ler, logo começa a pensar, a ter idéias...!”
Este é o pequeno discurso de Gastão para Bela, do desenho da Disney “A Bela e a Fera”.
Mas não é “perigo” apenas para as mulheres, homens, adolescentes, crianças também correm o risco de se tornarem seres pensantes, e, consequentemente, inquisitivos.
Aos poucos, vamos nos informando e desvendando em páginas de livros ou jornais que o mundo industrial não é um algodão doce como pintam as fontes econômicas mundo afora.
Em seus bastidores, temos trabalhadores confinados horas a fio, sem intervalos necessários para irem ao banheiro, sem uma alimentação saudável, sem uma garrafa de água ao lado para molharem sua garganta seca pela fuligem dos materiais fabricados.
Em 2012, uma senhora encontrou um bilhete dentro de um brinquedo made in China. Tratava-se de um apelo desesperado de um emprego que assinou como “escravo chinês”, nele havia denúncias de torturas físicas e psicológicas.
Em 1911, uma fábrica norte americana trancou as portas para evitar a saída das mulheres em sua maioria italianas e judias. A fábrica pegou fogo, com o bloqueio das saídas, cerca de 150 mulheres morreram.
Na Europa de 1840, mulheres davam ópio aos seus filhos por não terem com quem deixá-los, pois precisavam trabalhar.
Ano passado uma empresa sul coreana foi notícia no mundo por obrigar seus operários a utilizar fraldas, e com isso aumentar a produção, evitando idas ao banheiro.
E os exemplos não param por aqui...
Sabemos que as leis trabalhistas não eram interessantes para os donos das empresas, e as mesmas, até nos dias de hoje, possuem falhas. 
O capitalismo selvagem, desenfreado, que torna o homem inimigo do próprio homem. Que torna seu irmão sua caça, sua presa.
E aqueles que se mostram contra, morrem de fome em algum porão escondido, ou são presos por rebeldia.
Não sou contra o capitalismo, faço parte dele, somos parte dele, nós o construímos e o alimentamos.
Mas sou contra ao que ele se tornou: muitos fazem a fortuna, e poucos a usufruem.
Você observa a etiqueta de onde determinada peça de roupa foi fabricada, por um momento sente-se com peso na consciência, mas quando a veste... Ah...! Tudo compensa.
E, voltando à frase inicial do texto, as empresas não gostam de “colaboradores” que pensam, que incitam seus colegas a lutarem por seus ideais. Isso faz mal ao caixa da empresa. Um profissional que reconhece seu valor e começa a indagar seus superiores quanto posição, cargos, salários e direitos, faz coçar a cabeça dos diretores, e muitos são cortados com desculpas esfarrapadas. E, aquele que ajudou a empresa a crescer, e ter um recorde em seu lucro, naquele momento, não passa de uma simples matrícula.
O dia em que o povo trabalhador perceber o quanto é usado, que as lojas, as farmácias, as quitandas, os supermercados, as padarias, os shoppings, os restaurantes só possuem mercadorias + clientes = capital de giro graças, unicamente, ao seu esforço braçal, que sem ele o mundo para, pois não existiria capital algum para ser usufruído, ele se fará respeitar. 
O capitalismo selvagem é hoje a Hidra de Lerna do mundo moderno, e não acredito que Hércules conseguirá derrotá-la dessa vez.

23 comentários:

  1. Gasparzinho23/1/14 18:16

    Não consigo imaginar o mundo hoje sem respirar dinheiro. As pessoas se acostumam com o que traz conforto e suposta felicidade. Não há como termos um mundo mais humano quando o dinheiro grita, quando o sobrenome vale mais do que seus atos. Dinheiro é bom, é o reconhecimento do nosso esforço/trabalho, mas acredito que, quando é demais, estraga tudo. Principalmente as pessoas.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gasparzinho, penso como você, e nos dias atuais tenho recriado meus pensamentos em relação aos valores.Quando estamos um pouco mais crescidos rssssssss os valores ficam mais sólidos em comparação com os da juventude, percebo que muitos ainda só pensam em trabalhar ou juntar dinheiro, depois vem a briga dos que ficam para disputar herança, sem saber os valores morais.
      Dinheiro faz muito bem,mas na medida certa.Penso que fomos criados para podermos viver com abundância e sermos felizes,mas também sabermos valorizar o tempo . Há tanto a escrever.... Obrigada!
      Grande abraço!

      Excluir
  2. Boa noite

    Passando para desejar um excelente fim de semana.

    Beijinho

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália, obrigada pela amável visita. Volte sempre.
      Tenha um final de semana maravilhoso e abençoado. Abraços!

      Excluir
  3. Tendremos que seguir luchando para conseguir todo el bienestar perdido.

    un abrazo

    fus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fus, com certeza teremos muito a fazer para melhorarmos e compreendermos os valores éticos e morais. Obrigada!
      Abraço!

      Excluir
  4. Para o mundo ainda é muito bom terem pessoas que não pensem muito. Fica mais fácil de manipula-las.
    Por isso que se fala tanto em educação, mas não na educação de qualidade.
    Tudo isso descrito é uma triste realidade, o ser humano é tratado como coisa.

    tenha um maravilhoso fds =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bell. querida Obrigada pela sua amável visita e comentário.
      Volte sempre, pois és bem vinda.
      Tenha um excelente final de tarde. Beijos!

      Excluir
  5. Acho que todos que começam a ler, todos passam a pensar e ter ideias.
    Este acontecimento de 1911 é um dos responsáveis pelo dia Internacional da mulher.
    O capitalismo tem dominado a maioria carente desde que o dinheiro foi criado. Se os trabalhadores se impusessem muita coisa melhoraria. E eles sabem disso, mas o medo é mais forte e eu entendo isto porque o mercado de trabalho está muito prostituído.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Claudio, tem razão a leitura é uma porta que se fecha para muitos,pelo motivo que você citou.
      Eu às vezes, fico divagando sobre o porquê de tanto silêncio, em meio há tanto sofrimento, mas como você disse, o medo impera. Todos precisam comer e sustentar a família. Triste realidade. Abraço!

      Excluir
  6. Bom dia, Marli
    Vi o seu link nos seguidores do meu blog e resolvi vir conhecer o seu espaço.
    Gostei muito, e apreciei demais esta sua última postagem.
    Essa faceta masculina, de dominar o mundo e a mulher, não é para mim motivo de orgulho, pelo contrário, desgosta-me. A mulher, para mim, é um ser superior, digno do maior respeito. Os homens deveriam lembra-se sempre que, se estão neste mundo, devem isso a uma MULHER, sua mãe.

    Gostaria muito de a ver no meu blog. Quer visitar-me? Ficarei muito feliz por vê-la lá.
    Um beijo do deu novo amigo
    Miguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá MIguel, lindas as suas palavras quando se refere a homens e mulheres. Lembrei de um pensamento: Mais ou menos assim: Todo homem que trata a sua mulher como uma princesa é porque foi educado por uma rainha. Sei que não cabe muito no contexto,mas me veio à mente.Obrigada pela sua visita e comentário. Beijos!

      Excluir
  7. Bom dia amiga Marli fiquei feliz em vê que vais participar da festa da Ilha e do Top Blogueiro, como vi que não tinhas um selinho do teu blog fiz um selinho para ele
    https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http%3A%2F%2F2.bp.blogspot.com%2F-Jxmy1BTR3yI%2FUuOh8Rq-EuI%2FAAAAAAAANLU%2Fnca0TkQOiVs%2Fs1600%2Fselonacodeprosa.gif&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*

    è de coração amiga. Beijos doces n'alma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lindalva, obrigada pelo selo, mas ainda não consegui recebê-lo em meu blog , continua dando erro. Estarei na festa sim. Grande beijo!

      Excluir
  8. A exploração do forte sobre o fraco e necessitado sempre existiu, mas o medo e a falta de conhecimentos impedia qualquer reação. Ainda hoje, vemos essa situação deprimente, à qual se sujeitam muitos, mas por não encontrarem outro meio de subsistência. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marilene, às vezes tenho pena do que vejo, pois a necessidade de emprego não deixa outra escolha a não ser calar e continuar a sofrer. O medo ainda impera. Obrigada, querida amiga. Beijos!

      Excluir
  9. Excelente, nos faz refletir. A China, particularmente é um país que escraviza seus trabalhadores, não passam de números. Parabéns pelo texto.

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá J.Araújo, lembrou-me o J.G.de Araújo Jorge....rssssssssss
      Obrigada pela visita e comentário. Tenha um excelente final de tarde. Obrigada! Abraço!

      Excluir
  10. Oi oi querida,apenas venho desejar que o teu mês de janeiro termine da melhor forma possivel,desejo tudo de bom para ti,digo-te que sou super fã da leitura,adoro ler um bom livro!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  11. Oi, Marli, ótimo seu texto sobre a exploração e isso vem de longe. Hoje a coisa continua, cada época à sua maneira.De vez em quando vem uma bomba dessas, a exploração de crianças e adultos em prol dos ávidos. O homem continua explorador do próprio homem.Mas lembrando...

    Era 8 de março de 1857 foi a data da "primeira greve norte-americana" conduzida somente por mulheres. A polícia reprimiu violentamente a manifestação fazendo com que as 129 operárias se refugiassem dentro da fábrica. Os donos da empresa, junto com os policiais, trancaram-nas no local e atearam fogo, morrendo - carbonizadas - todas as tecelãs.

    "Em 8 de março" ficou como o dia da homenagem às mulheres e como um marco na história lembrando o abuso, a selvageria e à escravidão do trabalho feminino. O que hoje se comemora.

    Beijos pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Tais, é o abuso continua, às vezes vem mascarado, mas está ao nosso redor, o medo impera
      Obrigada por tão rico e esclarecedor comentário.Quem sabe um dia o ser "racional", consiga rever as questões que hoje envergonham a todos. Grande abraço!

      Excluir
  12. Maravilhosa a tua reflexão, Marli. Abaixo qualquer tipo de exploração. A sociedade só melhora quando todos mexerem o traseiro gordo, saindo da acomodação.
    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José Carlos, sei como você pensa ,pois eu às vezes me pego pensando assim, mas o medo está aumentando a cada dia, a união deveria fazer-se presente,mas....
      Obrigada pela visita. Beijos!

      Excluir

Em tempo de São João

Cresci vendo a fogueira ser montada, ser acesa e queimada, espetáculo que se repete todos os anos com a festa do Padroeiro do bairro São Pe...