16 de mar de 2014

Lembranças de alguns valores.

Há duas Marli convivendo na mesma persona, porém o conflito é constante um cobrando o outro, um lembrando ao outro, um tentando entender o que o outro viveu na infância, na juventude e vive hoje. Intensas crises, serão existenciais?
A minha infância, a qual está muito distante, foi muito feliz, porém havia as dificuldades, é claro.

As brincadeiras eram muito simples, porém saudáveis. Brincávamos de casinha, fazer comidinha, casinha nos galhos robustos de um pé de araçá, no fundo do quintal. Logo que comecei a frequentar a escola, tínhamos que estar de acordo com as normas, uniforme, cabelo preso e o que eu gostava muito era quando formávamos fila para assistirmos o hasteamento do pavilhão nacional. Confesso que ainda hoje, conforme lugares e solenidades, as lágrimas teimam em aparecer.
O hino nacional é muito lindo e representa o meu país. Quando chegava em casa, era sagrado trocar a roupa, porque o uniforme tinha que estar impecável.
Havia um horário estipulado para fazer a lição de casa. Eu sempre tinha por perto ou meu pai ou minha mãe para esclarecer as dúvidas, penso que ficavam me vigiando para eu não deixar a lição sem completar.
Naquela época, eu e minha irmã tínhamos permissão para ouvir estorinhas que eram contadas, através do rádio. Eram sempre nos finais de tarde. Então tínhamos que estar com nossos deveres todos prontos.
Eu lia muito gibi. Hoje chamam de Histórias em Quadrinhos ( HQ ).
Quando veio a televisão em nossa casa assistíamos a muitos desenhos hoje, são animações.

Ah! Lembram do Sonho de Valsa? Era uma emoção sentir o seu aroma, a sua textura, era comparado a uma joia, mas possuía sabor. Até quando o desembrulhávamos o barulhinho do papel causava uma sensação incrível. E, ao comê-lo então, pedacinho por pedacinho para que o deleite fosse mais duradouro. Hoje, ganha-se Sonho de Valsa como troco no mercado. Hoje, é muito fácil conseguir um bombom destes, mas não tem mais aquele sabor divino.
Aos sábados, meu pai fazia as compras, não havia mercado, mas ele trazia algumas coisas boas: gasosa de framboesa, até o cachinho das frutas eram lindos, no rótulo. Havia a laranjinha, a colinha e outros refrigerantes dos quais nem temos lembranças.
Hoje, a Coca-Cola toma seu lugar à mesa.
Lembro das músicas com letras maravilhosas que, com frequência, nos faziam chorar, pois contavam belas histórias.
E, hoje, nos CDs dos nossos jovens, "músicas chicletes" pipocam em seus aparelhos eletrônicos, deixando ainda mais o gosto da saudade de um tempo que não voltará mais...

26 comentários:

  1. Gasparzinho16/3/14 21:36

    As melhores lembranças que tenho sao do passado. Hoje as coisas sao tao superficiais. As pessoas estao mais duras, mais cansadas pelos fatos que vem ocorrendo. Antigamente os sentimentos, os sabores eram mais verdadeiros e intensos, por isso deixam saudades.
    Gostei de ler.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Gasparzinho
      O tempo passa e nós ficamos com mais saudades. Tem razão ao afirmar que as pessoas estão mais duras, pois a flexibilidade de viver as mudou. As casas se transformaram em prisões, a ansiedade nos deixa insensíveis e os sabores do mundo não o sentimos mais. Resta-nos ....a saudade. Gasparzinho, tenha um lindo e abençoado domingo.

      Excluir
  2. Amiga Querida.
    Li suas doces palavras deixada no outro blog
    meu que estamos recuperando.
    Eu faço todas imagens e a Dinda Gracita
    esta me ajudando nessa empreitada.
    O amor que nos uni é grande demais
    você nem imagina a bondade dela comigo.
    Agora vi seu email vou enviar um destaque
    para você e vou falar do livro também.
    Deus abençoe sua noite.
    E uma semana de paz .
    Beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marli Terezinha Andrucho Boldori23/3/14 09:54
      Bom dia, Evanir, querida amiga.Percebi a união linda entre você e a Gracita , que é uma graça de pessoa, até seu nome já nos remete a isso. Gracita= graça, meiguice......
      Desculpe-me pela demora em responder, mas às vezes que posso estar aqui, surgem outras coisas. Tenha um lindo e abençoado domingo. Beijo!

      Excluir
  3. Bom dia,

    É sempre bom recordar,ainda bem que temos sempre algo muito bom para recordar....Adorei este texto.

    Excelente semana..

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália, eu fico feliz em ter o que recordar, pela vida , pelos filhos, pela profissão enfim sempre há algo de bom para reviver.Obrigada , amiga! Tenha uma ótima semana!

      Excluir
  4. oi Marli,

    viajei no tempo com você,
    quantas boas lembranças,
    senti até o aroma das pipocas doces,
    quando abria o saquinho cor de rosa que eu esperava ansiosa por chegar...

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Rô, que bom poder relembrar de coisas pelas quais passamos e vivemos. Foi um tempo muito bom, hoje vejo meus filhos vivendo de modo diferente, mas sempre os lembro de como era bom em meu tempo. Ainda não tenho netos, pois estão deixando o tempo passar, infelizmente, pois adoraria poder falar de coisas que vivi para eles. Desculpe -me o desabafo, rssss mas eu já tenho idade para ter netos e nada ainda. Beijo grande!

      Excluir
  5. e derrepente estão todos nostálgicos ... todos não ... só os q têm coisas para contar ... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo, realmente o tempo está indo e deixando-nos a saudade.
      tenha uma linda semana! grande abraço!

      Excluir
  6. Uma leve nostálgia, viu meu rei Bratz rs...querida Marli, onde andarão tais valores, que simples moldaram vidas de verdade, pessoas íntegras, honestas, me incluo nessas, assim como quem compactua com teu texto rs... e derrepente aquele bombom perdeu a magia, virou troco. Cruél, mas cristalino como água, e assim, minha amiga, vamos seguindo tentando manter o que de melhor plantaram em nós, infelizmente, por mais que eu tente fazer minha parte, rezo para que meus sobrinhos mantenham a alma pura. Como disse um bloguer no meu blog, é tão bom encontrar palavras que acalentem o coração, que dizem que eu não tou perdido, o mundo é que está se perdendo. Obrigado Marli.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Jair
      ao ler seu comentário parei para refletir.
      Será que ainda volta algumas coisas pelas quais passamos? É nostálgico perceber que quase tudo perdeu o encanto, a magia.Infelizmente, o mundo é que está se perdendo e dentro dele, nós. Obrigada, Paulo e tenha uma semana abençoada! Grande abraço!

      Excluir
  7. Também tenho boas lembranças.
    Boa semana.
    Beijo.
    Nita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Nita, o bom é que ainda temos nossas boas recordações e, elas nos fazem bem. Grande beijo!

      Excluir
  8. Oi Marli
    Não somos saudosistas com certeza mas é claro que as lembranças de um tempo que já longe nos obriga a estabelecer alguns parâmetros e o resultado não nada animador. O que será que os jovens de hoje terão para relembrar? Suas vidas vazias permeadas de violência. É muito incômodo tudo isso.
    Beijos minha doce amiga. Lindos sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gracita, obrigada por tão belas palavras. Sabe parece que a conheço pessoalmente e há muito tempo. Tenha um lindo dia. Grande beijo!

      Excluir
  9. Olá Marli, e que tudo esteja bem contigo!

    Não são todos, mas, muitos dos que viveram aquela época, sempre souberam que foram deveras felizes, e muitos ainda o são, pois os valores ainda permanecem guardados dentro de cada um!
    Bela postagem Marli, me fez viajar mais um pouco pela mente daquele menino que ainda resiste a tudo e segue habitando este senhor, obrigado por compartilhar teus belos sentimentos e momentos, e também por tuas gentis visitas e comentários que sempre faz por lá!
    E eu grato deixo cá meu desejo para que seja sempre deveras intenso este teu feliz viver e, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir
  10. Olá Marli, e que tudo esteja bem contigo!

    Não são todos, mas, muitos dos que viveram aquela época, sempre souberam que foram deveras felizes, e muitos ainda o são, pois os valores ainda permanecem guardados dentro de cada um!
    Bela postagem Marli, me fez viajar mais um pouco pela mente daquele menino que ainda resiste a tudo e segue habitando este senhor, obrigado por compartilhar teus belos sentimentos e momentos, e também por tuas gentis visitas e comentários que sempre faz por lá!
    E eu grato deixo cá meu desejo para que seja sempre deveras intenso este teu feliz viver e, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sotnas, que bom que gostou do meu texto, é bom saber que vivemos em um tempo que ainda existia a felicidade e, era pura.Que bom podermos voltar à nossa infância e ver o menino, a menina que eram felizes naquela época difícil.Porém, hoje temos as nossas lembranças . Cuide-se, meu amigo e fique bem. Grande abraço!

      Excluir
  11. Eu jurava que tinha comentado esse texto...
    Sabe a menina ai a Gracita diz que ñ somos saudosistas, mas eu sou...Sé em ler esse texto viajei.
    Hoje em dia tudo mudou infelizmente e pra pior.Faço meus netos voltarem se encontro algum deles faltando pelo menos a meia escolar, mas nem todo mundo faz isso Infelizmente os valores mudaram muito. Mas acho que devemos fazer a nossa parte,ensinar a nova geração os princípios que nós aprendemos ainda é o melhor remédio.
    Bjss e obrigada pela visita em meu blog.

    ResponderExcluir
  12. Você me fez recordar um tempo lindo! Vez por outrra ir ao passado e relembrar momentos felizes é muito bom, pois os trazemos para o presente para juntá-los ao nossos bons momentos de agora.
    Beijos,
    Élys

    ResponderExcluir
  13. Bom dia!
    Hoje vim aqui para parabeniza-la pelo dia do blogueiro.
    Parabéns pra vc, parabéns pra mim!
    Ainda que muitas vezes ñ podemos interagir como gostaríamos, mas sabemos que a nossa vida real muitas vezes nos grita mais alto.
    Porém mesmo assim vc blogueira és uma blogueira que merece o meu respeito e o meu abraço!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  14. Hoje Dia Do Blogueiro..
    Venho te deixar meu abraço
    carinho e agradecimento
    por caminhar comigo .
    Que durante muitos anos ainda possamos
    caminhar juntos levando paz e amor.
    Beijos no coração .
    Evanir.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia, Evanir, querida amiga.Percebi a união linda entre você e a Gracita , que é uma graça de pessoa, até seu nome já nos remete a isso. Gracita= graça, meiguice......
    Desculpe-me pela demora em responder, mas às vezes que posso estar aqui, surgem outras coisas. Tenha um lindo e abençoado domingo. Beijo!

    ResponderExcluir
  16. Ah, que beleza, Marli! Não dá para comparar com os tempos de hoje, mesmo com toda essa parafernália que ajuda a comunicação e oferece um botão para "compartilhar'. Nossa música ficou... não se faz mais compositor como naqueles tempos dos Festivais. Emoção pura. Nossas escolas também ficaram, inclusive o respeito que tínhamos por elas. Enfim, muita coisa não voltará. A nós sobrou a adaptação... vamos usar as ferramentas atuais com a cabeça da nossa época. Acredito mais...
    Beijos, querida.

    ResponderExcluir
  17. Marli, quem viveu esse tipo de infância tem ricas lembranças. Atualmente, tudo passa rápido e os interesses das crianças estão em um consumismo exacerbado, provocado, talvez, pela falta de liberdade, pelo excesso de compromissos, pela falta de contato com a natureza, pelas mudanças que envolveram o ensino... Não sei do que irão sentir saudades. Bjs.

    ResponderExcluir

Criticar ou não criticar?

Às vezes o que precisamos é apenas um filme que nos traga algo de bom. E esses dias eu estava a procura de algo bom, delicado e encontrei...