5 de mar de 2014

Todos merecem perdão (?)


 Inicio com umas das frases mais batidas: quem sou eu para julgar alguém?
Pois bem, esta semana assisti ao filme Longford.
Conta a história de Myra Hindley, condenada à prisão perpétua pela morte de várias crianças com requinte de crueldade ( filme baseado em fatos reais ).
Fiquei aqui pensando se todas as pessoas merecem perdão, seja ele vindo de Deus, seja ele vindo do homem, consideremos que o homem é quem julga e dá a sentença aqui na terra.
Temos muitos exemplos no mundo, não apenas de Myra. Aqui no Brasil, Francisco de Assis ( o maníaco do parque ), estuprou e matou muitas mulheres.
Ele é um recordista de cartas de amor recebidas no presídio, incluindo muitas propostas de casamento.
Suzane Von Richthofen mandou matar os pais. Guilherme de Pádua matou a atriz Daniella Perez. Alexandre Nardoni jogou sua filha, Isabella, da janela do seu apartamento.
Cito casos de pessoas famosas para que todos possam “visualizar” os crimes cometidos.
Esta semana, li que o goleiro Bruno, acusado de mandar matar sua ex namorada, Eliza Samudio, assinou contrato com um time da segunda divisão de MG.
E essas vidas que foram ceifadas?
Eu não consigo notar em momento algum remorso nestas pessoas. Ao assistir entrevistas, ou ler notícias a respeito, nunca observei uma lágrima de remorso pela “besteira” cometida. Nunca ouvi um pedido de perdão sincero.
Seja a explicação que eles queiram dar, geralmente apelam para “vozes do mal que os obrigou, e eles não conseguiam parar”.
Penso no sofrimento que essas pessoas passaram nas mãos ou a mando desses criminosos, e por motivos tão fúteis, tão banais, que haveria outras formas de serem resolvidos.
Decidiram ir para o caminho mais prático, mais covarde, e ceifaram vidas, como se eles fossem perfeitos, anjos puros enviados por Deus ou por uma força maior divina para dar um ponto final em suas trajetórias.
Talvez se eu fosse psiquiatra forense eu conseguiria entendê-los.
A cada dia, a violência cresce no mundo, crimes absurdos, barbáries que antes só eram presenciadas nos cinemas, eclodem a todo instante em cada esquina, seja de grandes ou pequenas cidades, não há limites.
Neste filme, Longford, a personagem Frank Packenham, fervoroso católico que visita presidiários, e acredita veemente no arrependimento do criminoso, e que todos merecem uma segunda chance, até ter suas crenças colocadas à prova quando conhece a Serial Killer, Myra. 

Como perdoar alguém que, enquanto seus pais, seus mantenedores, estão sendo mortos com requintes de crueldade, está sentada na sala do andar de baixo esperando tranquilamente o “serviço” acabar, e fazer uma festa na piscina no dia seguinte?
Ou que corta a tela de proteção do quarto, pega sua filha de cinco anos, e a joga seis andares?
Ou que dá voz de assalto para um jovem trabalhador, que entrega seu celular no valor de cem reais, e mesmo assim leva um tiro a sangue frio?
Eu ficaria aqui citando exemplos, e preencheríamos várias laudas com eles.
Independe o motivo, eu acredito que sempre há soluções mais plausíveis do que a morte. E quem apela para esta prática, deve pagar sim,há a justiça na terra e acima dela a justiça divina.
Caso contrário ficaria muito fácil: mata-se e segue sua vida sendo perdoado, como se nada tivesse acontecido, como um aval para outros crimes.
Há casos e casos, sim. Citei estes, pois se relacionam com o teor do filme.
Eu acredito que muitos que estão na prisão entraram lá por motivos torpes, e são obrigados a conviver no mesmo espaço que estupradores, serial Killers, estripadores... e sabemos também que os presídios, principalmente do Brasil, não regeneram ninguém, pelo contrário: alguns são presos por roubarem comida
por estarem com fome, e saem de lá mestres em outros crimes “mais pesados”.
Todos merecem uma segunda chance?
Depende o caso.
Todos merecem perdão?
É uma dúvida que tenho dentro de mim. Nunca passei por uma situação em que esse meu lado fosse posto à prova. E admiro quando vejo pessoas que perderam seus filhos, perdoando os assassinos.
Fala-se que o perdão faz bem, e que a mágoa traz problemas sérios à saúde.O perdão deve ser praticado,pois é um ato muito penoso,mas perdoar é preciso.

Mas acredito que o caminho para chegar ao perdão é árduo, e só para alguns este mérito é concebido.

22 comentários:

  1. As leis existem para serem cumpridas e tentar através de suas aplicações mostrar que não há impunidade para quem pratica crimes.
    Se alguém tem um ente querido que foi vítima de algum criminoso vai sentir muito, mas se não conseguir esquecer este ato, vai carregar um peso imenso, tornando-se assim também, uma vítima do ocorrido.
    Vejo o perdão, então, como um esquecimento para evitar mais sofrimentos.
    Quanto ao Perdão Divino, como se dará , fica nas mãos de Deus que é Sabedoria Suprema e fará certamente que a melhor solução se aplique.
    Penso assim,
    Um grande abraço.
    Élys.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Élys obrigada pela visita e tão rico comentário sobre o perdão.É realmente um ato difícil, devemos aprender perdoar. Tenha um ótimo final de semana! Abraço!

      Excluir
  2. Gasparzinho5/3/14 15:15

    Fico aqui imaginando como é para uma pessoa perder um ente querido. A dor que ela sente ao saber que não terá mais em seu convívio a presença constante de seu filho, irmão, esposa, avó, neto...
    Não sei se tenho o dom do perdão, não digo perdoar coisas tolas... mas sim, perdoar quem tirou a vida de alguém que amo. Ou fez mal ( como estupro ).
    Perdoar é divino, por isso penso ser para poucos.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Gasparzinho,
      o perdão é uma questão muito difícil,mas que devemos aos poucos aprender, mesmo sabendo ser difícil.Na minha opinião, para que haja um mundo melhor precisamos estar acima da dor, mas como fazer? Não sei .Tenha um ótimo final de semana. Grande abraço!

      Excluir
  3. Querida amiga

    Lembro de Mandela:

    "Perdoar, sempre.
    Esquecer, jamais..."

    Que o amor nos vista a vida,
    com as suas mais intensas cores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aluisio, é uma ação maravilhosa saber perdoar. Jesus nos deixou sua palavra, na qual fala do perdão.obrigada, amigo. Tenha um lindo final de semana.
      Abraço!

      Excluir
  4. Boa Noite

    Depende dos perdões... Depende o que foi feito... Todos temos direito a ser perdoados.. mas depende muito do que se quer perdoar........existem erros imperdoaveis .
    Gostei de ler


    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália, é difícil, não é mesmo, amiga?
      Penso que temos que aprender a perdoar.
      Tenha um lindo final de semana. Beijos!

      Excluir
  5. Na minha modesta opinião nem todos merecem perdão, mas sim uma segunda oportunidade.
    Beijinho e obrigado!
    :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jorge, penso que todos merecem uma segunda chance, pois todos temos nossos erros. A questão do perdão é um pouco difícil. Obrigada! Tenha um lindo final de semana. beijos!

      Excluir
  6. Querida Marli! Li e reli este seu post e tb o Polícia para quem precisa. Havia acabado de discutir esta realidade com meu "marido" e entrei no meu Blog e vi o seu coment. Fui ao seu e li estes posts e tb outros ... volto aqui para relê-los. Houve uma época em q eu acreditava no perdão incondicional mas hoje, cada dia q passa, menos eu acredito. Não estou mais na cota dos que, por mérito isto foi concedido. Talvez pela minha idade e experiência de vida, boas e más, eu esteja aprendendo desaprendido a perdoar mais certas coisas. Mas enfim, parabenizo vc pela coragem de expor sua opinião com tamanha lucidez e coragem. Isto me motivou a escrever um post bem pessoal sobre estes temas e, claro, com sua permissão, vou "linkar" no post estas suas duas pérolas.

    Beijão querida

    ps: seguindo e "linkando" para não mais te perder de vista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, fico muito feliz quando encontro pessoas que gostam do que leem aqui.Ás vezes, precisamos de muita coragem para gritar certas coisas que nos incomodam. Fique a vontade para levar o que quiser,pois este espaço é seu também. Querida amiga, tenha um lindo final de semana. Beijo grande!

      Excluir
  7. Querida Marli, é um soco no estômago este post, por relacionar uma série de barbáries que vivemos, nesta nossa sociedade, e é assustador. Acredito que perdoar é divino, mas não sou divino, tento, busco ser melhor, mas sou muito humano, e isso quer dizer que posso odiar também, com a mesma intensidade que amo. Sou contra a pena de morte, mas acho o sistema prisional do Brasil primitivo e formador de bandidos, com bem explica no post. Eu sempre penso como a frase que começas o post, sou bem comum rs, mas não faço o que não quero que me façam, claro que não funciona assim, mas penso e tento agir desta maneira...minha querida, de uma forma com tamanha lucidez e coragem, como disse meu rei Bratz, escreve este post, que abre uma profunda reflexão e mais que tudo, me permite trocar idéias, me conectar, como pessoas que como tu se preocupam com nosso bem estar aqui na Terra. Marli, muito obrigado por tão cruél e belo post.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  8. Marli, antes de dar minha opinião, quero agradecer a sua amável visita, ter novos amigos nos enriquece sempre!
    Post polêmico, como dissestes, eu também nunca passei por uma dor assim, a perda de alguém muito querido através da crueldade de um assassino frio, mas quem ama e tem entes queridos pode avaliar, não sei se eu perdoaria, quando vejo isso e cada crime mostrado na mídia é um pior do que o outro, sempre digo a mim mesma, "nossa, eu pensava que já tinha visto tudo', e digo a mim mesma que não perdoo, embora seja no calor do ocorrido, no choque, mas ainda afirmo aqui, acho que não daria chance e o meu perdão, não sei se há segunda chance para crimes assim, hediondos!
    Para dizer a verdade, não acredito em perdão para crimes assim, embora eu acredite em reencarnação, sendo assim a segunda chance pode ser dada sim depois de pagar pelo crime,(não se paga duas vezes por um crime, isso é até no mundo espiritual), sendo assim volta-se com o propósito de não mais cometer tais atrocidades!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Marli, verdade todos podem merecer perdão, mas pergunta-se devem? Isso é outra história, não temos de pensar, em primeiro lugar nas vitimas que nem ao menos, nestes caso, puderam se defender, O nosso ideal cristão convida a perdoar. Mas os tribunais têm, mesmo em conta as vitimas ou os seus familiares? Há casos que o tribunal penaliza com uma indeminização, que pode ser proforma, se o condenado não tem com que pagar o que ficaria como prémio de consolação. E assim se pode assistir a um perdão, totalmente forçado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Só hoje, vi o seu comentário em nosso oásis e vim conhecer este espaço; do qual gostei muito, aliás. Com certeza, virei mais vezes! Acredito que a Vida continua pela Eternidade e cada um de nós responderá pelo que fez; não como castigo, mas como aprendizado. Assim, não nos cabe perdoar ou não, porque cada um deverá aprender as suas lições. Esta, claro, é apenas a minha opinião pessoal. :) O tema é polêmico e foi muito bem levantado. Parabéns pelo blog, bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Apenas hoje, vi o seu comentário em nosso oásis e vim conhecer este blog; do qual, aliás, gostei muito. Com certeza, voltarei! Acredito que a Vida continua pela Eternidade e cada um responderá por seus atos; não como castigo, mas para aprendizado. Assim não nos cabe perdoar ou não, porque o perdão será consequência da expiação. Mas esta, claro, é apenas a minha opinião pessoal; o tema é polêmico e foi muito bem levantado. Bom fim de semana, parabéns pelo espaço!

    ResponderExcluir
  12. Só hoje, vi o seu comentário em nosso oásis e vim conhecer este espaço; do qual gostei muito, aliás. Com certeza, virei mais vezes! Acredito que a Vida continua pela Eternidade e cada um de nós responderá pelo que fez; não como castigo, mas como aprendizado. Assim, não nos cabe perdoar ou não, porque cada um deverá aprender as suas lições. Esta, claro, é apenas a minha opinião pessoal. :) O tema é polêmico e foi muito bem levantado. Parabéns pelo blog, bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  13. Mulher:força felina e manhosa Mulher frágil e poderosa :Sobretudo
    Mulher: Um sopro de vida no mundo Alma do sonho e da dor
    És assim quase perfeita: Perfeita dádiva do Criador.
    Parabéns: não pelo oito de março.
    Nem pelo beijo e pelo abraço,
    Mas por ser o que és.
    Humus da humanidade, raiz da sensibilidade,
    tronco da multiplicidade,
    folhas da serenidade,
    flores da fertilidade,
    frutos da eternidade, essência da natureza humana e do Amor.
    Um abençoado Dia Internacional Da Mulher.
    Deixei um mimo para você de lembrança desse Dia
    na postagem do meu blog.
    Se for do seu agrado leve foi feito com muito Amor
    Que Deus abençoe esse Dia consagrado a Mulher.
    E um final de semana feliz.
    Carinhosamente.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  14. Fiquei fã.Vou seguir.
    Bom fim de semana.
    Beijo.
    Nita

    ResponderExcluir
  15. Fiquei fã.Vou seguir.
    Bom fim de semana.
    Beijo.
    Nita

    ResponderExcluir

Sejamos o milagre

Costumo dizer que nunca um filme é 100% perdido, mesmo aqueles que não caem em nosso gosto artístico por completo. Sempre há possibilidad...