29 de mar de 2014

Liberdade ou libertinagem

Acredito que muitos não sabem utilizar a liberdade de imprensa que ainda existe em muitos países.

Este mês, o jornal belga De Morgen, publicou em suas páginas a foto do casal Obama caricaturados como macacos.

O mais irônico, é que a própria primeira dama, Michelle, esteve na China defendendo a liberdade de expressão.

A liberdade de expressão é perigosa em mãos de pessoas que trabalham em jornais como o De Morgen. Aqui no Brasil tivemos punições jurídicas contra o pseudo-humorista “Rafinha Bastos”, quando ( conforme definido pelo próprio ) fez uma piada que não foi entendida após comentário a respeito de uma foto em que Wanessa Camargo está grávida: “eu comeria ela e o bebê”.

Nos dias de hoje, não há como não ter uma interpretação dúbia dessa frase de péssimo gosto.

Quero entender porquê, alguns humoristas, têm que citar cor da pele, peso, altura e outros aspectos nas pessoas para fazerem graça. Como se os cabelos loiros, a cor da pele, seu peso, sua altura, fossem castigos de Deus e os seus algozes estão prontos para mostrarem ao mundo, e ganharem dinheiro às custas alheias.

A foto no jornal belga foi de imenso mau gosto. Não há como achar graça, ou acreditar nas desculpas pedidas após o estrago feito: “O De Morgen já emitu um pedido de desculpas admitindo que foi culpado pelo mau gosto
e que apenas pretendia ironizar sobre a relação entre Obama e Vladimir Putin, o presidente da Rússia."

Rafinha foi suspenso da Bandeirante, na época, afastado do programa CQC ( utilizado para fazer o comentário ), e condenado a pagar cerca de 100 mil reais à cantora pela inteligente piada.

O mais polêmico é ler comentários de internautas que são coniventes com atitudes como essa.

O que significa que os valores estão invertidos. Que o bom hoje é ser ruim. 


Há milhares de apoio a Rafinha, assim como ao jornal belga.
Incrédulo, mas é a realidade mundial hoje.

Os que defendem o comediante, afirmam que o Brasil é “o país que leva os humoristas a sério e os políticos na brincadeira”. Ou seja, para eles, devemos aplaudir o Sr. comediante, permitir que ele faça piadas de mau gosto porque a classe política está uma baderna? 

Os anos passam, e a humanidade vai perdendo a visçosidade.

O ser humano, como a palavra sugere, deixa a cada dia um pouco de lado a beleza da sua essência.

E não falo apenas por estas atitudes isoladas, falo num âmbito geral: animais abandonados e mal tratados, crianças jogadas nos lixos, idosos sendo espancados e jogados em asilos, pessoas matando umas as outras por uns trocados. 
Morei no Rio de Janeiro, por pouco tempo, justamente no ano em que o filme Tropa de Elite ia ser lançado, e nas barraquinhas de venda de DVDs era incrível o número de filmes de terror e policial que eram vendidos. Se você quisesse algo mais “leve” teria que encomendar pois não tinha procura.

Estava exposto ali a realidade dos dias de hoje: as pessoas apreciam e levam para casa uma violência gratuita e mórbida.

Quando algo de ruim ocorre nos Estados Unidos, por exemplo, os brasileiros ficam atiçados e publicam “tinha que ser no país desses “loucos””. Como se aqui não vivêssemos todos os dias histórias mórbidas, como da ex-esposa que matou e esquartejou seu marido, colocando seus pedaços em sacos plásticos. 

A violência gratuita está crescendo nos Estados Unidos, no Japão, no Egito, no México, na Argentina, na Grécia, e no Brasil, sim senhor.

E vocês podem achar besteira o que vou dizer, mas uma frase mal dita, ou uma foto caricaturando seja um presidente, ou alguém que você ama ou admira, pode se tornar o estopim para essa violência, sim.

Existe uma frase que diz mais ou menos assim: quem fala o que quer, ouve o que não quer. A liberdade de expressão é importante, mas ela deve ser controlada, avaliada. Não é necessário ofender, humilhar, magoar ou incitar a violência e o ódio para sermos lidos ou ouvidos. Pessoas que o fazem, não merecem ter seus espaços reconhecidos. 











18 comentários:

  1. Mais uma vez te aplaudindo de pé ... é lamentável mesmo ter q viver esta época em q vivemos onde a dignidade humana é coisa sem o menor valor.
    Mas esperar o q de um país onde a maior rede de televisão [uma concessão pública] durante meses invade nossas casas com uma escória social q faz questão de propagar o q ar de pior na degradação humana por um punhado de reais ... este ano ainda abrilhantado com a presença de mães e tias dos mancebos e mancebas q ali se expõe e se vendem, enquanto em casa, milhões de imbecis dizem q se entretêm com o tal BBB ... é o fim dos tempos querida ...

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, querido amigo Paulo.
      tem razão, e me pergunto o que mais podemos fazer a não ser lutar através das palavras e espaço que temos aqui.Às vezes me sinto covarde,pois há tanta barbárie acontecendo e nós estamos limitados a pouca ação.Obrigada! Tenha um lindo e abençoado final de semana.Beijos!

      Excluir
  2. Muito bem...
    Passo para lhe desejar um Domingo muito feliz.

    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Cidália, obrigada pela visita . Desejo a você um lindo e abençoado final de semana. Beijos!

      Excluir
  3. I'm really loving the theme/design of your site. Do you ever run into any browser compatibility issues?
    A handful of my blog readers have complained about my site
    not working correctly in Explorer but looks great in Chrome.

    Do you have any tips to help fix this issue?

    Also visit my blog: sarina valentina twitter

    ResponderExcluir
  4. Seu texto é muito elucidativo e nos faz pensar nessa real troca de valores da qual vivemos e convivemos . O honesto já é de outro mundo , e se não fazermos parte deste círculo vicioso de maledicência passamos a ser taxados como chatos e ultrapassados . E não é assim .
    É de responsabilidade grande daqueles que manifestam a sua opinião e a sua piada para com o público , lógico , que nós somos seres risonhos e uma piada sempre cai bem . No entanto , rir de uma piada cujo o alvo é a cor da pele da pessoa ? Sinceramente eu não acho a mínima graça , e quem faz esse tipo de piada , sinceramente , é de uma apelação imensa . Não , não é tudo liberado . Há piadas que ferem moralmente as pessoas , é lógico que é preciso ter liberdade , mas essa mesma liberdade há de ser usada com responsabilidade , conforme você mencionou , muito bem por sinal , a inversão de liberdade para libertinagem . Acredito que há um modo mais criativo de se fazer humor crítico , como poderia ser o caso do jornal Belga , infelizmente de um mau gosto imenso .
    É preciso ter liberdade mas principalmente é preciso usá-la com responsabilidade.

    Parabéns por expor esse assunto muito interessante .
    Você sempre será bem vinda em meu blogger , muito obrigado pela visita , me fez muito bem mesmo !!!!

    Um grande abraço e tenha uma semana de paz !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Caio
      bom ler você aqui, belo e rico comentário, me fez muito bem.
      Realmente , você tem razão, os honestos que ainda existem , graças a Deus se sentem como irreais, pois nada do que é legal em nosso país, parece ter validade.Vamos nós, continuarmos a ser pessoas do bem, quem sabe um dia tudo fique melhor. Tenha um abençoado final de semana. Grande abraço!

      Excluir
  5. Infelizmente é assim, o lado ruim das pessoas existem, estão mais em evidências por causa da grande facilidade em se propagar, que pena, é triste isso!
    Abraços e tenhas um lindo dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Ivone
      obrigada pela sua visita e comentário.Vamos pedir a Deus que nos conceda ainda, a possibilidade de vermos tudo mudar para melhor. tenha um lindo final de semana! Abraço!

      Excluir
  6. Gasparzinho30/3/14 18:36

    Eu não tinha conhecimento do que o jornal belga fez ao casal Obama. Algo de um mau gosto tremendo. Se todos os meios de comunicação se unissem por um bem comum, tudo seria melhor, mais fácil. Lamentável quem faz piada com o que não tem graça. Os valores estão invertidos, sim, e não creio que será diferente, pois cresce o número de acéfalos que aplaudem lixo como, por exemplo, o programa Pânico. Obrigado pelo texto coerente, lúcido.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Gasparzinho
      Nós, com certeza não temos conhecimento de muitos fatos que ocorrem ao nosso redor. Sabe, o que piora as coisas é que de nada adianta nós gritarmos, alertarmos sobre os erros , sobre as injustiças, pois nem somos ouvidos e tudo continua seu caminho, infelizmente para o lado pior.Obrigada! Tenha um lindo e abençoado final de semana! Grande abraço!

      Excluir
  7. Concordo plenamente, hoje muitos idiotas se escondem pelas redes sociais e disparam afirmações levianas, sem o menor senso de responsabilidade.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Evandro
      Os idiotas estão se proliferando, vamos ver o que vai acontecer no futuro. Obrigada! tenha um lindo final de semana. Abraço!

      Excluir
  8. Aplausos para este "pontos nos iiis..." É como dizes...o mundo inverteu os seus valores e já não há mais respeito por nada... Tudo serve para ser achincalhado ...sem o menor pudor... e os coniventes ajudam que esta palhaçada não termine.
    beijo
    Graça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça o meu comentário a você, ficou mais abaixo.

      Excluir
  9. Subscrevo completamente este seu texto opinativo. Em todos os campos o que vende é o ruim, o lixo. Fala-se tanto em valores mas depois só os maus exemplos são ícons...
    Aproveito a sua frase "Que o bom hoje é ser ruim." para reiterar o que escrevi.
    (Gosto de humor mas com limites...)
    Bjo, Marli :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, EU
      obrigada por sua visita e comentário, fui procurá-la ,mas não consegui, pois não há como eu acessar. Mas voltarei para ver se tudo se ajeitou. Grande beijo!

      Excluir
  10. Bom dia, Graça
    seu comentário é muito pertinente, vamos ver até quando os coniventes com os erros vão existir. Obrigada! Tenha um lindo final de semana! Beijo!

    ResponderExcluir

O valor das pessoas

Nessas andanças pela vida, ouvimos, lemos e falamos sobre muitas coisas... Após o lançamento de um livro, cujo título mexeu  com minha ca...