2 de ago de 2014

A mentirosa

A mentira sempre existiu. Padre Antônio Vieira ( foi um escritor que viveu no século XVII, quando o Brasil era colônia ), já citava o seguinte pensamento sobre a mentira: "Muito tempo há que a mentira se tem posto em pés de verdade".  

Primeiro, o que é a mentira? É falar ou dizer algo contrário à verdade, é a expressão e manifestação contrário ao que alguém sabe, crê ou pensa.
Parece-me que ficou tão banal, tão fácil mentir, nos dias de hoje, mas podemos observar que ela sempre esteve presente em nossas vidas. 
Se formos analisar estamos vivendo na mentira mesmo inconscientemente. Dá para imaginar quantas mentiras nos contam.
Talvez, você até se convença de que nunca mentiram para você, mas na verdade a mentira anda solta ao nosso redor. 
Hoje, ao sair encontrei uma senhora, boa aparência, muito bem vestida, bem penteada. Falou comigo quando passei por ela, fui educada, parei para lhe dar atenção. Eu, como sempre, estava apressada, pois estacionara o carro distante dali. Mas... parei e perguntei: 
- A senhora me chamou?
- Sim. - disse-me ela.
E começou um discurso maravilhoso, boa dicção, mostrava que tinha um certo grau de cultura. 
Ela me disse que precisava de dinheiro, pois havia chegado de viagem há pouco e fora roubada. Falou-me com tanta meiguice que quase chorei.
Disse-me que não havia comido nada e que estava muito cansada. 
A história foi tão comovente que o objetivo dela quase foi alcançado,  pois eu por pouco não a levei para deitar e descansar em minha casa. 

Ela não parava de falar e fui ficando sem ação. Quase a deixei falando sozinha, mas aí ela começou a chorar. Mostrou-me o braço engessado que estava escondido por baixo de um lindo xale que ela usava. 
Perguntei-lhe: 
- Onde a senhora foi assaltada? 
A cidade aqui é pacata. Não temos muitos problemas com assaltos durante o dia. Comecei a achar que a história daria um ótimo roteiro de filme e quem havia sido assaltada, no momento, não teria condições para tanta encenação e ela estava representando muito bem.
Aí resolvi agir. 
- Senhora, vou encaminhá-la ao albergue que eu conheço, lá vão cuidar bem da senhora, enquanto descansa avisaremos a polícia e a senhora poderá fazer um boletim de ocorrência.
No instante, em que eu disse a última palavra, ela ergueu o braço engessado (o gesso falso caiu) e  começou a gritar comigo.
- Eu não quero albergue, eu quero dinheiro, você tem que me dar dinheiro!
Neste momento muitas pessoas curiosas pararam ao nosso redor, algumas pensavam que eu estava agredindo a "pobre" senhora.  Aí, falei:
- A senhora mentiu que estava com o braço quebrado, mentiu que estava com fome, mentiu que foi assaltada, mentiu, mentiu, mentiu.
As pessoas foram se acumulando, amigos chegando para me ajudar a resolver tão difícil questão. Nem precisei chamar a polícia, pois ela já estava no local.
Muitos policiais procuraram nos arredores por mais alguém pois com certeza, ela não estava agindo sozinha.
Ela entrou na viatura e gritou:
- Sou uma idosa, estou sendo desrespeitada! Quero meus direitos!
Depois que partiram pensei: fui vítima de uma farsante que mentiu descaradamente e se fez de vítima, quando, na verdade, a vítima fui eu.


24 comentários:

  1. Parabéns pelo soberbo texto!
    A mentira tem perna curta,m diz-se!
    Bom fim de semana.
    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, querida Cidália.
      Obrigada pela visita, fico feliz por ter gostado do texto. Tenha uma linda semana! Grande beijo!

      Excluir
  2. Nossa, que super história! Passei por uma parecida há pouco tempo e me identifiquei. Excelente msg! bjs e bom fim de semana,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Anne, obrigada pela visita.
      Desejo a você um lindo domingo e uma semana abençoada.
      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Puxa, que história e isso pode acontecer! Não podemos cair em todos golpes.Há mentirosos de todas as idades!! bjs chica e a energia do mar é linda e grande mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chica, e acontece mesmo.
      Obrigada pela visita.
      Desejo a você e família uma semana repleta de amor.
      Grande beijo!

      Excluir
  4. São estas pessoas que nos fazem desacreditar na humanidade, mas ainda bem que não caiu na farsa, e que apesar de poder ter ficado "abanada" com a situação, decerto não deixará de ajudar noutras eventuais situações que possam ser mesmo reais, claro está, sempre com esse risco que corremos por meia dúzias de pessoas fazerem estragar o eventual crédito de outras...

    beijinho amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Daniel, realmente a gente fica desacreditada nas pessoas que são boas e honestas.
      Desejo a você uma linda e abençoada semana! Grande abraço!

      Excluir
  5. Que triste mesmo!
    Esse foi um exemplo de que a humanidade não respeita mais os sentimentos alheios, as vezes nos comovemos com situações semelhantes e são pessoas mentirosas , que nos manipulam a acreditar em suas mentiras descaradas.
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Elyane,
      obrigada pela pela visita e comentário. Desejo a você uma semana abençoada!
      Grande beijo!

      Excluir
  6. Estimada, Marly
    Quando escrevi o livro, Sermão Vermelho, que tive o prazer, em enviar-te, acreditas, inspirei-me um dos personagens, nesses farsantes, que independe de sexo, idade e aparências.
    Evidentemente, que cá, em São Paulo, existe, em um número maior, e mais diversificados ( enfeitados de quaisquer personagem ).
    Muito interessante a sua narrativa.
    Bom resto de domingo. Aproveite o tempo, ele já, quase não volta, além das lembranças, bem vividas,
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, querido amigo,
      lembrei -me agora do tema do seu livro, a vida é muito interessante.
      Quem imita quem? A vida imita a Arte ou é o contrário?
      Ainda bem que tenho lembranças boas para relembrar. Tenha um lindo domingo! Beijos!

      Excluir
  7. A mentira faz parte da humanidade.

    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Pérola
      é a mentira faz parte de tudo. Desejo a você um lindo domingo !
      Beijos!

      Excluir
  8. Cruiz-credo. Marli parece que isso acontece em vários lugares! Aqui, na minha rua, tem uma 'senhora', também bem vestidinha que pede dinheiro porque sofreu assalto. Ouvi o trololó e disse-lhe que na volta daria. Lógico que desconfiei, graças a Deus sou desconfiada por natureza (rss). Três prédios à frente o zelador que estava na calçada disse que a mulher tem casa com tudo, e só de pedir na rua... Cada dia está num lugar por perto e numa hora diferente. Até tive vontade de voltar e falar com ela, mas resolvi deixar, não mudaria nada, só me incomodaria milhões. Viu como as histórias se repetem? Odeio mentira, manobras, arapucas. Eta gente doente. Desprezo.
    Beijo, amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, querida amiga, Tais
      é verdade tudo que é ruim parece ser copiado em diversos lugares.
      Tenha um lindo domingo! Grande abraço!

      Excluir
  9. Triste, Marli! E o pior é que, às vezes, deixamos de atender aos verdadeiramente necessitados, por temermos estar sendo vítimas de um desses farsantes! Boa semana, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, querido amigo Árabe,
      é bem assim que acontece, a gente fica com medo de ajudar a quem precisa devido aos
      desonestos. Tenha um lindo domingo! Abraço!

      Excluir
  10. Marli, são tantos os fatos da natureza que passamos a descrer de todos que nos pedem ajuda nas ruas. São convincentes e nos tocam, abusando de nossa boa fé. Quando me deixam com a sensação de que deveria colaborar, eu o faço, mesmo pensando que posso estar sendo enganada. Mas alguns não me convencem e me afasto. Minha irmã já ajudou um que estava cheio de sangue, alegando assalto e violência. Dias depois nós o encontramos em outro ponto da cidade, com a mesma aparência. Fantasiava-se e como a violência está cada vez maior, muitos acreditavam nele. Isso nos faz, muitas vezes, não dar atenção a quem realmente precisa de apoio. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, querida Marilene, deixamos de ajudar aos que necessitam de verdade devido aos desonestos que nos rodeiam.
      Desejo a você e família um domingo abençoado e uma linda semana! Beijos!

      Excluir
  11. Oi Marli
    Uma bela história com uma mentira muito bem engendrada pela farsante. Aqui é só um conto mas tantos parecidos acontecem no dia a dia... pessoas que tentam nos ludibriar para conseguir vantagens para si ou para outrem. Parabéns amiga pelo belo texto
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Bom dia, Gracita
    são os maus que nos deixam com medo de ajudar aos que precisam de verdade.
    E acontece a toda hora em todos os lugares.Desejo a você um lindo domingo e uma linda semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Que absurdo!
    Por esta razão estamos todos sozinhos, ilhados!
    não podemos mais acreditar em ninguém!
    Belo texto e triste mesmo!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  14. Marli: prendeu-me esta narrativa. Primeiro pensei que iria escrever um texto de reflexão sobre a mentira em si. Depois, o relato, levou-me para outro caminho. Resumindo: a mentira e a sonegação da verdade, entendo-as como estratégias, atitudes pessoais que, geralmente, têm um objetivo a atingir. Detesto e abomino.
    Neste caso, foi mais um "golpe" dos muitos que proliferam para roubar literalmente dinheiro. E cada vez mais, essas pessoas são muito bem falantes, persuasivas, verdadeiros profissionais da artimanha! Por cá, costuma-se dizer que se caiu no conto do vigário, quando se cede. A melhor estratégia é essa mesma: dizer que se vai levar às entidades que estão criadas para ajudar casos necessitados. Aí, rapidamente, se desmorona a casa.
    "Mulher prevenida vale por duas". Neste caso, a precaução nunca é demais!
    Bjo :)

    ResponderExcluir

Em tempo de São João

Cresci vendo a fogueira ser montada, ser acesa e queimada, espetáculo que se repete todos os anos com a festa do Padroeiro do bairro São Pe...