22 de fev de 2014

Pra sempre...

Hoje, encontrei no Yahoo! uma notícia que me emocionou. Quero dividi-la com vocês, meus amigos, do Naco de Prosa:

"Em uma história típica de filmes, um casal de idosos morreu de mãos dadas em Nova York, nos Estados Unidos. Ed Hale, de 83 anos, havia prometido à mulher, Floreen Hale, que nunca a deixaria. Mesmo estando em hospitais diferentes, eles foram colocados juntos momentos antes da morte.

Ambos foram internados em janeiro em estado grave. Ed tinha um problema na perna e foi levado primeiro; poucos dias depois Floreen foi internada com graves problemas cardíacos. Inconformado com a distância, ele implorou para a filha, Renne, que o coloca-se em contato com a mulher.

“Ele disse ‘preciso ver sua mãe, preciso falar com sua mãe. Estou morrendo, eu preciso vê-la’. Foi o pior dia da minha vida", conta Renee.

Com uma pequena melhora em seu quadro, Ed foi transferido para o hospital no qual estava Floreen e colocado em uma cama ao lado dela. Os dois trocaram juras de amor e, poucos momentos depois, ela morreu. Ed não deixou a esposa e, de mãos dadas com ela, morreu 36 horas depois com piora grave em seu quadro.

Os dois se conheceram em 1952, em uma festa no bairro em que morava em Nova York. A história revelada pelo New York Daily News em sua edição desta sexta-feira (21) aconteceu na última semana. O casal foi enterrado junto no último dia 13."*

 
*Fonte: Yahoo!
 
Está aí uma prova de que há sim como cumprir o juramento: "Até que a morte nos separe"...
 
 
 
 
 
 

18 comentários:

  1. Gasparzinho22/2/14 15:48

    Entre tantas coisas ruins que acontecem no mundo hoje, ler esta notícia me faz ter esperanças de que o amor ainda é o bem maior que temos. Fico pensando quanta coisa este casal passou, quantas decepções um com o outro, quantas vezes tiveram vontade de largar tudo e continuar suas vidas de solteiros, mas o amor é ainda melhor quanto compartilhado.
    Gostei de ler, gostei da foto simbolizando o amor eterno.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Gasparzinho, o amor ainda é o maior dos sentimentos. Penso que já citei aqui, a obra de Brian Weiss, "Só Amor é Real ", autor também além de outros" Muitos Mestres, Muitas Vidas". Obras que nos fazem refletir.Hoje, o Amor está sendo vulgarizado ou senso medido pelo nível mais baixo. Não há mais tolerância. Obrigada pela visita e comentário. Tenha uma semana maravilhosa. Beijos!

      Excluir
  2. Olá gostei do blog, gostaria de fazer parceria link, seu link já foi adicionado na minha lista de parceiros espero que você adicione o meu blog tbm link : thiagoinforpc.blogspot.com. Sucesso '

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, gostei muito de sua visita. Obrigada pelo comentário. Vou linkar você aqui. Não sei como se faz ,mas vou aprender rssssssssss. Abraço!

      Excluir
  3. Boa noite!

    Ena, fiquei até sem palavras ao ler este emocionante texto... fiquei mesmo com lágrima no olho. "AMEI"

    Beijo
    Bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália, é triste,mas abemos que ainda existe o amor. Apesar do sofrimento ele é real. Tenha uma semana abençoada. Grande beijo!

      Excluir
  4. Olá Marli.
    Já tinha lido esta linda história de amor, mas a li novamente.
    Emocionante.
    Nem a morte os separou.
    Isso prova que o AMOR ainda é possível.
    Um abraço carinhoso.
    Ótima e abençoada semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Professor Gilberto. É uma história linda, que emociona e nos faz refletir sobre este sentimento tão valoroso. Obrigada! Tenha uma linda semana. Abraço!

      Excluir
  5. Olá Marli,

    Lindíssima esta história verídica de amor verdadeiro.

    Neste mundo em que por todo o lado impera a violência, o ódio, o egoísmo, a falsidade e a hipocrisia, sabe bem ler notícias como estas.

    Afinal, apesar de todo o sofrimento motivado pela doença de que ambos padeciam, ainda é possível haver finais felizes e certamente ambos morreram em paz e felizes porque quem venceu foi o amor que sempre os uniu.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Tétis é mesmo uma linda história de amor. Eu mesma já presenciei uma muito semelhante, com mais ricos detalhes. Meu pai e minha mãe.Espero que hoje estejam juntos em outra vida ou em outro lugar. Obrigada! Beijo!

      Excluir
  6. Que bonito, bonito mesmo.
    É emocionante.
    Parabéns pela sensibilidade de postar aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Claudio obrigada pela visita e comentário. Realmente é muito sensível e o melhor é que ainda existem histórias assim. Obrigada! Abraço!

      Excluir
  7. Olá Marli, e que tudo esteja bem!

    Foram além das recomendações do criador, pois o que Deus uniu nem mesmo a morte consegue separar!
    É mais uma prova de que o amor é a salvação da chamada raça humana, que é tão aparentemente "civilizada"!

    Belíssima postagem Marli, aliás, como todas que encontro sempre que por cá passo, obrigado por compartilhar, e também pelas gentis visitas e comentários por lá também. E assim grato eu desejo que tenha sempre em teu viver a felicidade deveras intensa, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, amigo Sotnas, obrigada por suas belíssimas palavras sobre a postagem. Sabe, meus pais viveram uma história senão semelhante, talvez mais rica.O amor verdadeiro ainda existe. Grande abraço!

      Excluir
  8. Olá Marli, vim aqui agradecer tua gentil visita lá no meu blog, e encontro esta história linda de amor e morte...não contive a emoção, é muito lindo, é muito triste e me fez pensar: o que estou fazendo de meu coração ?o que estou fazendo de minha vida ? até quando me suportarei só? e quando encontyrarei alguém que me desperte este sentimento morto dentro de mim. Copnfesso que fiquei com um pouco de pena de mim mesmo, mas feliz ao mesmo tempo, por saber que amor existe e pode ser eterno...comovente postagem. Obrigado Marli, por me dar um pouco mais de coragem e esperança.
    ps. Meu carinho meu respeito e meu abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Jair....
      Fico feliz por ter tocado a sua alma. Jair, o amor é lindo, exste e é verdadeiro,precisamos saber amar e valorizarmos ,primeiro temos que ser o próprio amor para podermos compreendê-lo. Tenho a certeza de que você tem um coração meigo e é muito sensível. Tente amar a você antes de amar alguém. Desculpe se estou lhe dando conselhos. Beijos!

      Excluir
    2. Não vejo como conselho, mas palavras que precisam ser ditas e um coração aberto para ouvir e cultivar, obrigado amiga. São palavras que amigos dizem a amigos. Meu coração fica em paz...Carinho respeito e abraço.

      Excluir
  9. Que história de vida!!! Não diria que é triste, diria que é grandiosa, um amor difícil de ser vivido. Nenhum viu sentido sem o outro. Amiga, isso existe, e mais do que pensamos. O problema é que a mídia nos apresenta coisas falsas, interesses, aquisições, realizações. E amor não é isso: amor é querer estar junto, amor é quando ambos se bastam e não precisam rodas imensas de amigos; amor é a eterna preocupação com a saúde do companheiro, se ele vai sofrer ou vai se curar. Amor é uma total falta de interesse em coisas supérfluas, é mais olhar para o bem estar do outro. E por fim, amor é um medo gigantesco de perder...
    Parabéns pela matéria, fiquei sabendo no blog do nosso amigo Jair.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Em tempo de São João

Cresci vendo a fogueira ser montada, ser acesa e queimada, espetáculo que se repete todos os anos com a festa do Padroeiro do bairro São Pe...