12 de set de 2010

Biografia reúne documentação rara sobre Frida Kahlo

Estudante audaciosa, andrógina, militante comunista, índia tehuana, mulher apaixonada, mulher ferida, sedutora e deusa. E Frida. Frida Kahlo, uma mexicana que aprendeu muito cedo sobre o sofrimento.
A biografia "Frida Kahlo: Pinto Minha Realidade", de Christina Burrus, lançada  pela editora Objetiva, não só pincela, mas aprofunda os diversos tons que compunham a personalidade da artista.
Por meio de 120 fotografias, pinturas, desenhos e cartas, a autora esmiúça a vida e a carreira de Frida. Em uma mistura de crueldade e humor, de candura e ousadia, a mexicana notabilizou-se como uma mulher livre e corajosa, que escondia suas dores.
Amiga de Leon Trótski e admirada pelos surrealistas, Frida pintou essencialmente autorretratos, como "As Duas Fridas", "A Coluna Quebrada" e também algumas naturezas-mortas.

Coluna quebrada

As duas Fridas

2 comentários:

  1. Estou lendo "FRIDA" de hayden Herrera. Uma mulher impressionante!

    ResponderExcluir
  2. Olá, que bom saber que há mais pessoas que guardam interesse em pessoas que são uma fortaleza. Eu também já li este livro, citado por você. Abraço!

    ResponderExcluir

O Voar do Tempo

Bola de gude, amarelinha, bets, pega-pega, brincadeiras que fizeram parte da infância de inúmeras gerações e, hoje soam como lendas para ...