26 de out de 2013

Proibir ou não proibir? Eis a questão.

A literatura está vivendo um momento peculiar no Brasil.
O tema da vez é a proibição de biografias não autorizadas pelo biografado ou familiares.
Em 2011 foi criado pelo deputado Newton Lima ( PT – SP ), um projeto de Lei que autorizava a publicação de biografias sem consentimento prévio do biografado ou de seus familiares.
Pois bem, em 2013, o grupo de cantores: Gilberto Gil, Caetano Veloso e Chico Buarque, encabeçado pela empresária, e ex mulher de Caetano Veloso, Paula Lavigne, criaram a associação Procure Saber, justamente para contestar esse projeto.
A polêmica foi iniciada no ano de 2007, pelo cantor Roberto Carlos, que acionou a justiça e proibiu a circulação da sua biografia “Roberto Carlos em Detalhes”, fazendo a editora Planeta “correr” pelas livrarias Brasil afora recolhendo todos os exemplares.
Confesso que não sei se sou contra ou a favor.
Penso que a biografia é uma forma de homenagear o biografado, desde que não aborde temas que acarretem problemas ao biografado.
O autor tem que saber separar o artista da pessoa, e que a pessoa envolve uma família.
Muitos extravasam e entram na vida pessoal, deixando muitas vezes de lado o artista que é representado.
E é quando há este extravaso que temos problemas.
E é neste ponto que o biografado deve agir a favor da sua vida pessoal e proibir sua circulação pelas prateleiras.
A biografia de um artista vem nos trazer todos os lados de sua vida: pessoal e profissional. Muito mais a pessoal, que é o que “vende mais”. 

Aí é que temos o problema gerado: até onde o autor tem o direito de entrar na vida de um artista, às vezes como “um furo de reportagem”, ou agindo como um paparazzi apenas para saciar o lado sádico dos leitores?
Que direito temos  nós de expôr momentos da vida de outro sem o seu conhecimento? Às vezes um passado que o próprio artista queira esquecer, e que o autor irá escrachar em páginas e mais páginas.
Não sou a favor de adentrar na intimidade da pessoa por trás do artista sem seu consentimento.
Porém, uma biografia supervisionada pelo biografado talvez não seja tão interessante pois será pura demais, perfeita demais, lúdica demais.
Deve haver uma dosagem, deve haver mais debates a respeito para se chegar a um acordo comum e inteligente, e que traga bons frutos para todos.
E, quando findar a discussão, seja o resultado que for, não agradará a todos.


10 comentários:

  1. Limerique

    Nesse história de biografado
    Bem melhor ficar acomodado
    Não entre na sua vida
    Não remexa na ferida
    Respeite, cada um no seu quadrado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jair, sabe já me acostumei a aguardar para ler seu limerique.Saõ tão criativos. Eu os adoro. Obrigada! Abraço!

      Excluir
  2. Gasparzinho26/10/13 20:29

    As biografias bem escritas não deverão ser temidas e nem censuradas. O problema se agrava é quando ela surge nos porões das casas de pseudo escritores.
    Que seja decidido pelo melhor para todos.
    O que não podemos, é ficar sem.
    Abraços do amiguinho camarada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gasparzinho, sabemos que por trás de certas biografias há muita lama, a qual os biografados pensam terem deixado no passado, aí surgem para o mundo.Que haja um acordo que seja bom para todos, como você disse. Grande abraço!

      Excluir
  3. Passo para desejar um
    Bom Domingo
    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália, lhe desejo o mesmo, que seu final se semana seja maravilhoso.Obrigada por me visitar, volte sempre, pois és bem vinda. Beijos!

      Excluir
  4. Olá Marli! O assunto é realmente um tanto complexo. Acho que a biografia deve ser autorizada e supervisionada pelo biografado ou familiares, pois a privacidade deverá estar acima de tudo. Leia quem se interessar.

    Beijos e muita paz pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rosemildo, realmente o assunto é bem complexo,mas sempre há uma maneira de se contornar para o melhor. Bom fim de semana a você e família. Beijo!

      Excluir
  5. Agradeço Marli o seu lindo comentário.
    Volte sempre beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nelma, nem precisa agradecer,pois quando tenho um tempo adoro ler e visitar meus amigos de blog. Volte sempre. Beijos!

      Excluir

Em tempo de São João

Cresci vendo a fogueira ser montada, ser acesa e queimada, espetáculo que se repete todos os anos com a festa do Padroeiro do bairro São Pe...