21 de out de 2010

A Vida Me Ensinou...

... com vocês, um pedaço de Charles Chaplin!


A VIDA ME ENSINOU


A dizer adeus às pessoas que amo,
Sem tira-las do meu coração;

Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostra-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade,
Para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir;

Aprender com meus erros .
Afinal eu posso ser sempre melhor.

A lutar contra as injustiças;
Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o
mundo,
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhosa com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente,
Pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente,
Pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordada;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para “ver e ouvir estrelas”, embora nem
Me ensinou a ter olhos para “ver e ouvir estrelas”, embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e esta me
ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesma tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.


5 comentários:

  1. Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras, para a poesia, para o pensamento... para tornarmos mais claros nossos caminhos! Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
    te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
    Um grande abraço e boa leitura!

    ResponderExcluir
  2. João Bosco,hoje fui retribuir sua visita, estive em seu blog novamente,eu já havia visto suas três pérolas, sou sincera a você ainda não consegui o tempo que quero para degustar cada obra sua.Obrigada pela confiança e parabéns,fico feliz em ter aqui em meu espaço mais um amigo das letras.
    Um abraço e até logo!

    ResponderExcluir
  3. Professora ,que honra poder ler Chaplin, percebo que aqui a cultura não escolhe coisa pouca,pois falar em Chaplin já nos remonta há maiores pensadores e nos dá a chance de parar por um instante para degustar tão belo paladar de poetas e mensagens.Voltarei!
    Jonas Belatino.

    ResponderExcluir
  4. Profª Marli,
    Parabéns, estou adorando.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Ah! Anônimo,pena vc ñ ter deixado seu nome,mas agradeço mesmo assim pela sua honrosa visita,aguardo-o.Um abraço!

    ResponderExcluir

O Voar do Tempo

Bola de gude, amarelinha, bets, pega-pega, brincadeiras que fizeram parte da infância de inúmeras gerações e, hoje soam como lendas para ...