10 de nov de 2010

Um Lamento Triste...



Abri jornais, revistas, sintonizei o rádio, liguei a tevê.
Seja a mídia que for, estou assustada.
Por onde anda a compaixão, o amor, a fraternidade, a paz, o ser pai, o ser mãe e o ser filho em tempo integral?
Por onde anda Deus na vida das pessoas?
Crianças estupradas sexualmente e psicologicamente, mulheres espancadas, filhos planejam a morte dos pais, pais planejam a morte dos filhos.
Drogas, dinheiro, falta de fé, não tenho resposta.
Seria o fim do mundo, tão falado?
Não sei... sinto que vivo em um verdadeiro inferno, e a verdadeira vida, o ''paraíso'' virá depois de minha morte carnal, num lugar ‘’bonito e tranquilo’’, sem mortes a inocentes, sem bebês sendo estrangulados, ou crianças jogadas pela janela como sacos de lixos.
Animais sendo escalpelados pelo sadismo do homem.
Jovens bebem e queimam outros homens que dormem na rua.
E, tudo é falado tão normalmente que, se você observar bem, até um singelo sorriso observa-se no rosto do repórter, pois tudo está banalizado.
O que está ocorrendo com nossas mulheres, nossos homens, nossos filhos?
A mais perfeita criação de Deus está causando imperfeições.
A mais perfeita criação de Deus assassinou um dos seus Filhos a pedradas, chicotadas e lanças.
Histórias que deveriam ser apenas fictícias, naqueles filme de terror ‘B’ nos Estados Unidos, que passam naquelas salas só de madrugada.
Não preciso dar exemplos detalhados do que estamos vendo todos os dias no mundo, no Brasil.
Enquanto uns matam, outros lutam pela vida.
Enquanto uns odeiam, outros amam.
Enquanto uns esbanjam, outros sentam-se no chão, ao lado dos famintos e com eles divide biscoitos feitos com barro, único material utilizável.
Um mesmo mundo, o mesmo Criador, o mesmo princípio para a criatura, e somos todos tão diferentes quando se trata de paz.
Egos super inflados.
Egos que arrastarão nossas almas para lugares tenebrosos e infindos.
Sou do tempo em que se pedia bênção ao pai, acompanhava a mãe à venda, e ficava à janela esperando a noite chegar para ver a estrela no céu, e fazer um pedido.
Não tínhamos video games, ou computadores, ou cds, seja lá o que fosse, mas tínhamos amor, união, respeito, muito respeito.
Assim fui criada, assim criei meus filhos.
Ontem uma mulher foi esquartejada e seus pedaços jogados aos cachorros, mês passado foi a vez de uma criança jogada pela janela ainda com vida, no outro mês uma mala foi encontrada na rodoviária, dentro dela, uma menina estuprada, estrangulada, no outro mês uma mãe levou 5 tiros do ex marido, porque  foi cobrar dele uma responsabilidade que ele já deveria saber e assumir.
Quantas famílias ainda passarão por isso?
Será que isso terá fim, ou é apenas o começo?
Verei sorrisos sem medos, janelas sem grades, lágrimas sem choros?
Verei um abraço fraterno, um beijo na testa, dedos entrelaçados e cafunés nas praças?
Quero crianças sorrindo, pais e mães correndo com seus filhos, cachorros latindo atrás das bolas nos parques.
Mortes, sangue, inocentes, grades, vidas perdidas, drogas, assaltos, vidas bandidas.
Esse é o meu mundo, esse é o seu mundo, essa é a nossa realidade.

Mariane Boldori

7 comentários:

  1. Uma dura realidade,
    mas ainda acredito na bondade do ser humano
    achar o equilibrio, é que torna as coisas dificeis.

    Estou passando por aqui pra compartilhar contigo uma música muito linda que fala de amizade, veja la em casa: RICAmizade,,

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Mariane,obrigada pelo seu comentário,fico feliz ao vê-la por aqui,pois sei que vem coisa boa,as quais fazem ter valor maior este espaço já tão querido.Volte sempre,muito me honra sua visita.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá minha flor, vim deixar um carinho, tem um selinho pra ti lá em casa: http://tintadotinteiro.blogspot.com/2010/11/reconheco-seu-talento-selo-iii.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Marli Boldori14/11/10 11:01

    Olá menina! Obrigada pela lembrança, carinho e reconhecimento, mas eu não consigo selecioná-lo e trazer para cá. Você pode me explicar? Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Olá Amada Marli!
    Eu também tenho um selinho para você lá no http://viajenajanela.blogspot.com
    Aguardo sua visita para retirá-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá meu anjo!
    Também tive dificuladade com meu primeiro selo. Ok, eu salvo a imagem no meu note. Em seguida posto o texto e insiro a imagem salva. Na caixa de texto, bem proxíma a seleçao de imagem tem a palavra link, ali eu colo o endereço de quem me presenteou com o selo, preferencialmente com o texto de referencia. Em seguida, faço o mesmo para a indicaçao dos proximos blogs.
    Qualquer dúvida entre em contato: mariane2702@gmail.com ou mari.ane2702@hotmail.com

    Abraços
    da Mari

    ResponderExcluir
  7. Mariane,agradeço sinceramente pela explicação,você é muito solícita,nos dias atuais
    é raro receber atenção e ajuda ,principalmente de quem ainda não se conhece pessoalmente.Obrigada!
    Beijos,minha querida.

    ResponderExcluir

O Voar do Tempo

Bola de gude, amarelinha, bets, pega-pega, brincadeiras que fizeram parte da infância de inúmeras gerações e, hoje soam como lendas para ...